Este artigo tem relação com chans. Clique aqui para mais informações.

Technomage

De Wikinet
Ir para navegação Ir para pesquisar
Technomage
Technomage5.jpg
Raziel programando
Nome realRaziel von Sophia Imbuzeiro
ApelidosTropeço, Technomage, Lezira, Mortícia, traveco
Nascimento31/03/1990
Morte04/03/2020 (29 anos)
Conhecido(a) porModerar o antigo Dogolachan, moderar o Magalichan e Realchan, ser vítima de dogoleiros.
Outros linksInstagram

Technomage (Powerword: Raziel von Sophia Imbuzeiro ou, antes de virar trans, Raphael Imbuzeiro) foi um travesti vesgo uma bela moça gótica associada a vários chans. Começou a moderar o Dogolachan em novembro de 2016, mas acabou perdendo controle do VPS após ser apunhalado pelo GOEC com a prisão do Psy. Até a sua morte no dia 4 de março de 2020, moderava o Magalichan e o RealChan.

Nativo do Rio de Janeiro, Technomage tinha sotaque carioca forte, mas morou no Rio Grande do Sul por muitos anos entre 2010 e 2019. Ele mantinha uma paixão por Castora (Julia Busse), uma dogoleira carioca, e isso já gerou várias polêmicas.

Biografia[editar]

Technomage transição.jpeg

Pouco se sabe sobre a infância de Technomage. Sabe-se que desde 2007, com 17 anos, ele frequentou as comunidades d'A Real no Orkut e conheceu lá os Guerreiros da Real e os Homens Sanctos, tornando-se masculinista e criando um blog sobre o assunto. Em 2012, Technomage entrou no curso de cinco anos de Engenharia Física e virou uma mulher trans lésbica. Aproveitava-se dessa condição para fazer amizade com feministas e depois trollá-las.[1] Em 2013, foi banido do blog da Lola Aronovich por perguntar a uma leitora se ela sentia saudades do estuprador. Desde essa época ele já vivia dizendo que ia se matar, mas sempre era convencido do contrário pelos channers.

2014–17: Dogolachan e envolvimento com Castora[editar]

Technomage começou a frequentar o Dogolachan em 2014 pois comunidades antissociais do Orkut, como "Fobia Social", tentavam atrelá-lo. Diziam que, por ter virado trans, seria uma feminista louca, mas após começar a frequentar o site o deixaram em paz.

No Dogolachan, Technomage conheceu Julia Busse, a Castora. Ficaram próximos e chegaram a trocar telefones. Ele inclusive visitou Julia pessoalmente no Rio de Janeiro no carnaval de 2016.

Technomage começou a moderar o Dogola em novembro de 2016. Segundo ele, isso foi unicamente para proteger a Julia, que na época já tinha sua identidade real conhecida. Ele acreditava que, sendo admin do chan, ninguém cometeria maldades contra Julia por respeito a ele. Julia começou a falar sobre eles morarem juntos no Rio Grande do Sul e possivelmente até construírem uma casinha. A proposta no início foi bem recebida por Technomage.

Pouco antes de concluir o curso de Engenharia Física, ficou sabendo que o curso não conferia vantagem nenhuma na sua vida profissional e só existe para fornecer mão de obra barata. Com isso, teve uma das piores crises de sua vida, pois sentiu que jogou vários anos de esforço no lixo. Depois disso, mudou de ideia sobre morar com a Julia e passou a se dedicar a outros empreendimentos na área de informática e programação.

Ao contar para Julia que decidiu cancelar a proposta e tentar convencê-la a arranjar um namorado no Rio, Julia não aceitou muito bem essa mudança de planos e se sentiu extremamente ofendida. Ela ficou quase dois meses sem falar com Technomage, além disso causar brigas com a sua mãe, para quem ela já tinha contado sobre seus planos de morar no Sul. O novo namorado de Julia teria, inclusive, procurado Technomage para falar sobre o assunto.

Ele (ou ela, sei lá) teria então fundado a AATLGBT – Associação de Apoio aos Trans, Les, Gays, Bis, embora tenha dado baixa no CNPJ um dia depois de cadastrá-lo.[2]

Em maio de 2017, Psy, o dono do Dogolachan, ou um dos seus aliados, se aproveitou de falhas técnicas em impressoras para mandar inúmeras ameaças de bombas em nome de Emerson nos Estados Unidos. Ele mandou Technomage assumir o chan, dizendo que iria fazer as ameaças em nome de Julia caso ele se recusasse.

Mais tarde, Technomage recebeu uma boa oferta de trabalho e resolveu voltar atrás com os planos, vendo o tamanho da decepção que Julinha tinha sofrido. Disse a ela, então, que ela poderia viajar para o Sul. Ela ficou inicialmente feliz com a notícia. Um dia, no entanto, ela fez um post no Dogolachan irada, xingando, e dizendo que não precisava mais de Technomage, que ele era uma "aberração vesga" e que tinha que morrer, que ele tinha "fechado as portas" dela para o Sul, mas que ela seria capaz de abrir portas para a Europa sozinha. Disse também que iria ao Sul só para conhecer a Lolly (uma YouTuber de Porto Alegre) e usar Technomage de "empregada".

Technomage voltou a ficar deprimido com a situação. Um dia, dogoleiros lhe pediram autorização para fazer uma raid contra Julia. Beatriz, a ex morena invejosa de Technomage, estava na casa dele e, usando seu notebook sem ele saber, postou no nome dele concedendo que a raid fosse feita.

Pelos próximos dois anos e meio, Technomage ficou sem procurar Julia, ainda que tivesse saudades.

Depois de 2017[editar]

Após a prisão de Psy em maio de 2018, a moderação do Dogola ficou para Technomage e GOEC. Um mês depois foi fechado por falta de pagamento, pois só o Psy tinha acesso ao dashboard. Em outubro do mesmo ano, DPR refundou o chan na Darkweb. Nessa época dizem que eles teriam criado um mercado negro.

Atrelados.jpeg

Em julho de 2019, DPR começou a apunhalar o travesti, chegando a dizer que ele moderava a board /loli/, de Pornografia Infantil. Technomage teve fotos e dados expostos e se tornou um inimigo do chan.

Em outubro de 2019, se tornou admin dos "concorrentes" Magalichan e Realchan.

Prisão[editar]

E-mail de Technomage comunicando sua prisão.
Thread sobre a prisão de Technomage no Magalichan, que causou um grande alvoroço na userbase.

Em meio a uma operação policial contra vários dogoleiros, Technomage foi preso pelo GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) no dia 8 de janeiro de 2020 e solto no dia 13, quando foi postado no Magalichan um screenshot de um e-mail mandado por ele às mods do Magali comunicando que esteve preso por cinco dias e planejava se churrascar com veneno e transmitir ao vivo.

No dia 19 de janeiro, Technomage postou no Realchan que seu celular foi apreendido em um MBA, e que as chaves do SSH estavam nele. Ainda de acordo com Technomage, eles estavam indo atrás de qualquer um que tenha o nome exposto no Dogolachan, completamente perdidos na investigação. Mallone Morais e Breno Alves também ficaram alguns dias na prisão em decorrência dessa mesma operação.

No Realchan, foi criada uma board para conter os dogoleiros, chamada /casinha/, mas em pouco tempo ela foi deletada e os dogoleiros foram expulsos, pois ninguém de lá gostava deles. Suspeitam que a board era apenas um honeypot para pescar criminosos para a PF.

Treta com Castora[editar]

Post explicando porque deixaria o mundo dos chans

Em 24 de fevereiro de 2020, Castora, que Technomage tinha voltado a procurar em novembro de 2019 após anos sem falar com ela, fez várias acusações contra ele nos seguintes áudios, dizendo que ele a estava perseguindo e que tinha feito várias coisas ruins com ela, como anunciá-la em sites de prostituição:

Technomage, em resposta, postou três áudios negando essas acusações e sugerindo que essas coisas teriam sido feitas por dogoleiros no nome dele:

Após brigar com a Castora, Technomage anunciou (de novo) que iria cometer suicídio e postou foto com o nitrito de sódio e um tempoestampa para confirmar a veracidade.

Carta aberta de suicídio:

Saída de chans e troca de administração[editar]

No dia 26 de fevereiro de 2020, Technomage anunciou que tinha deixado de lado a ideia de se matar e que em vez disso iria abandonar o universo dos chans, passando a VPS do Realchan e do Magalichan para uma hacker conhecida como CKW. Nesses mesmos dias, IPs do Rio de Janeiro fizeram algumas modificações neste artigo da Wikinet. Parecia que estava tudo bem, porém...

Morte[editar]

Atestado de óbito

No dia 29 de maio de 2020, foi revelado através de chans que Technomage tinha morrido há mais de dois meses, o motivo pelo qual tinha desaparecido da internet desde o começo de março. Uma pesquisa de seu nome pré-transição nos dados de nascimentos e óbitos do site da Justiça do Rio de Janeiro confirma que ele morreu no dia 4 de março de 2020. Alguns dogoleiros duvidam da morte, mesmo estando num sistema oficial do governo, e dizem que foi tudo forjado e que Technomage já havia tentado o mesmo artifício em outra ocasião.

A causa da morte não foi divulgada, mas especula-se que possa ser suicídio, já que falava o tempo todo em se churrascar enquanto ainda aparecia. Technomage viveu dentro da expectativa de vida de 30 anos de uma pessoa trans. As estatísticas não mentem.

Teorias[editar]

Desde que veio a informação da morte de Technomage, muitas pessoas criaram várias teorias de que Technomage estaria vivo.

Teorias como o de que Technomage falsificou um atestado de óbito ou que fez uma parceria com DPR para conseguir contato com pessoas envolvidas em queima de arquivos no Rio de Janeiro.

Em 31 de maio de 2021, foi postado na board do Dogolachan no 9chan uma thread onde o OP utilizava uma foto que Technomage também utilizava, e se referia como mulher, dando suspeitas de ser o Technomage. Na thread o suposto Technomage falava que iria recriar o Dogolachan na Derp Web, utilizando o Vichan e outro nome. Os dogoleiros não aprovaram a ideia e associaram ao OP ao Technomage, a thread depois foi apagada e criada outra onde o mesmo anônimo utilizava uma foto diferente (porém da mesma personagem) com o seguinte texto:

Já notei que os mesmo negros e acéfalos de sempre continuam a assombrar o Dogola. Pouco se restou dos bons e velhos confrades. Não perderei mais tempo. :*

Os dogoleiros agora acreditam que a advogada do Technomage fez com que o Programa de Proteção declarasse Technomage como morto através de um acordo com o MP-RJ, o acordo seria de Technomage recriar depois o Dogolachan e passar a senha de administrador para que a polícia possa ter acesso aos IPs dos dogoleiros.

No entanto, pra aumentar novas suspeitas, o mesmo alega que irá inaugurar uma wiki com semelhança ao Wikinet.

Nota de suicídio[editar]

Antes de se matar, Technomage por várias vezes enviou esta extensa nota de suicídio a GOEC e à moderação do Dogolachan.

Aqui me abro como nunca me abri antes...

As pessoas me julgam um monstro, um demônio, um ser que se regozija na Destruição, Corrupção e Morte. Eu queria ser assim, seria tudo mais fácil. Infelizmente, sou uma pessoa que assumiu tudo isso apenas para proteger a Julia. É, ninguém acredita, mas é isso. Não há como provar, mas é isso. Mesmo aquele fatídico áudio, mandei para protegê-la, ela mesmo após a briga não parava de frequentar aquilo, em maior frequência, precisei fazer algo e fiz. O Dogolachan é algo terrível, cara, algo que nunca deveria ter existido, frequentado por pessoas que nunca deveriam ter existido(eu inclusa). Aceitei esse fardo para protegê-la, ela já havia sofrido até revenge porn. O Mercado Negro, foi minha busca pela Redenção, que teve sua queda não com os porcos, mas com uma legião de voluntários iluminados que buscavam fazer o Bem e combater o Mal.

Mesmo ela me odiando, talvez tudo fosse mais fácil assim. Ela seguiria o caminho dela e eu impediria os Dogoleiros de a perseguirem.

Como foi a briga anterior àquele áudio? Desde algum período de 2016 ela insistia em vir me ver no RS e ficar na minha casa. Isso era insano e descabido, então, todas as vezes, me afastei educadamente dela, apagando as redes sociais e retornando quando a poeira baixasse. No início de 2017 ela estava completamente alucinada e só falava disso. Resolvi simplesmente apoiar, confabular e enrolar para o fogo de palha passar. Estando de férias e muita maconha na cabeça, gostava de forçar webnamoro. Pura maconha. Eventualmente busquei brecha para convencê-la a frequentar as festas da cidadezinha dela e então conseguir um namoradinho lá. O tempo se passou, ela não falava mais regularmente comigo havia semanas, e então um dia, conversando, ela comentou que viria sim me ver, e que até o namorado dela, viajante, queria levar ela para viajar com ele, mas que ela recusara para vir me ver. Ela também falou feliz sobre a mãe ter chorado por isso. O sonho dela era viajar. Fiz o óbvio: Cancelei dela vir aqui, conforme planejado desde o início. Ela então poderia viajar com o namorado e poupar a mãe de aborrecimentos. A reação dela, foi a pior possível. Ela ficou totalmente injuriada e descreveu a coisa como "um soco na cara". Nos próximos dias ela se ausentou. Parece que chorou. Busquei sempre desejar bom dia e prestar bons votos, mas me ocupei de tentar me livrar do vício em maconha. Ah, como foi difícil, maconha vicia sim, quem diz que não vícia é um grandessíssimo filho da puta. Após um mês, ela estava ainda chateada, decidi "mudar de ideia", mas ainda querendo fazê-la desistir. Ela voltou a ficar doce e eu todos os dias a fazia repensar a ideia. Um dia ela chegou dizendo que não viria mais, que como fechei a porta do Sul para ela, ela abriu uma janela para a Europa e iria conseguir um eurocuck. Que ela era foda e conseguia tudo o que queria por ser linda. Achei muito excitante, estava ritalinada, e comecei a me masturbar enquanto ela me humilhava, e então eu me humilhava para ela me humilhar mais. Sob o pesar pós gozo, eu tirei ela dizendo que ela era uma escrota e por isso a família odiava ela, ela disse que nunca ninguém foi tão maldoso com ela, e me bloqueou. Melhor assim, agora ela havia desistido de vir me ver e estava melhor encaminhada. Mantive no Dogola o objetivo de protege-la. Ela chegou a se manifestar lá me humilhando, dizendo que eu era uma aberração subumana e apenas queria vir ver a Lolly e me usar de empregadinha para economizar, no início deu raiva, mas passou, era tudo verdade mesmo. Talvez eu fosse mesmo uma aberração subumana. A Beatriz nunca esqueceu e a odeia e persegue desde então. Talvez já perseguisse antes...

Nas semanas que se seguiram, tive curiosidade se às vezes ela entrava. Percebia posts estranhos. Entrei no SSH do Servidor e escrevi bem assim: sudo cat /var/log/nginx/access.log |grep ipzãofixodaavódela

Será que ela entrava às vezes? Ela entrava sempre. De fato, minha tela estourou com o overlogging, eram muitos, muitos acessos mesmo. Analisando melhor, vi que as threads monitoradas por ela, eram todas relativas a mim e ao catálogo. Muitas abas e muito F5 no catálogo. Muito F5 mesmo. Os momentos em que não haviam requests do Ip dela, se coincidiam com posts vindos de IPs estranhos, que buscavam assunto comigo. Tive de dar um fora final nela. Serviria para aplacar a ira da Bea, que na época se envolvia com bicheiros. Serviria para ela sumir de vez daquele ambiente tóxico. Muita Ritalina na cabeça também.

Os meses que se seguiram foram um Inferno. Virei final boss na internet. Ela mandou os amigos dela me perseguirem. Muitas vezes tive raiva, mas tinham razão, então vinham as ideações suicidas. Quando o Dogola caiu, foi um alívio, mas logo o Psy quis fazer outro e me coagiu a assumir o BO. Era ou eu, ou o Kyo(que incitaria a perseguirem ela). Tive de voltar. Jogaram maldições contra mim. Me perseguiram, me odiavam, virei inimigo n1 de todos aqueles que se diziam bons e iluminados. Resisti. Em algum ponto tive legítimo ódio e a Beatriz me convenceu que a Julia era má, mas nada fiz. Tentei fazer um ritual, mas interrompi no meio. Julia não dissera nada de errado, sou realmente uma aberração. A Beatriz tentou me levar para o Mundo. Bicheiros, prostitutas, traficantes do morro, aquilo não me agradava e nem me queriam ali. Por pressão conheci uma domme galesa no fetlife, mas é um lixo que nem vale a pena contar. Tentei me matar, quase consegui. Malditos médicos. Dizem que foi um milagre.

Voltando do Mundo das Trevas, vi a Julia mudada, havia transcendido no arco íris. Tive orgulho e a certeza que eu fiz a coisa certa. Vi também as perseguições contra mim continuando, muitos comemorando minha suposta morte e ela brilhando, repassando ensinamentos de hermetismo e ufologia esotérica repassados por mim, e sendo reconhecida por isso. Comecei a sentir ódio, não dela, mas de minha existência.

Seria eu realmente uma aberração e meu destino, por eu ter nascido, a destruição? Minha existência é deletéria a esse mundo. Comecei então a desenvolver a convicção de que não sou um ser humano. Sou outra coisa. Algo que jamais deveria ter existido. Senti dor e chorava. Desejava a morte todos os dias. Eu só queria morrer, por que eu não podia?

Eis então que uma figura enigmática conhecida como PSF4G, me contatou com uma ideia indecorosa: Fazer um Blackmarket. Por que não? Fazer um Black Market com ajuda de uma das figuras que surgiu no mesmo tempo do início das perseguições era uma boa ideia. O trabalho do PSF4G foi mais artístico e motivacional. Assim nasceu O Mercado Negro. Faço aqui um mea culpa, foi uma grande trapalhada usar wordpress e woocommerce. O Woocommerce é muito inflexível, e aquilo foi um protótipo que foi longe demais. Hoje eu teria forkeado o código desses cryptomarkets de código aberto no lugar de reinventar a roda. Minha ideia era que o core do wordpress é mantido e testado por milhões de pessoas. Deixo claro que a OPsec era bem trabalhada, havia OpenBSD com Full Disk Encryption, Jailing, banco de dados criptografado e headers falsos de versão, para confundir ferramentas.

Me senti viva pela primeira vez em tempos. Sentia que havia uma luz para mim. Meu objetivo? Depois que aquela merda crescesse, e exercesse influência na comunidade hippie, eu iria procurar a Julia. Meu objetivo era criar um novo circuito de tráfico de enteógenos e plataforma de inclusão financeira com carding e fazer a diferença. Eu realmente, de todo coração, busquei revolucionar e fazer a diferença na cena agorista de nosso país. Botei meu coração naquilo. Tinha planos de instaurar o sistema de Convites(onde estava disposta a repassar 50% dos lucros) e sistema de Delivery Físico. Sonhava internacionalizar ao Cone Sul. As guerrilhas afrozoides e adolescentes ambiciosos impulsivos seriam substituídos por hippies e nerds cheios de paz e amor na distribuição de enteógenos. Carding seria um meio de inclusão financeira àqueles excluídos e marginalizados, busquei remoralizar o mercado de carding no que eu chamava de Projeto RobinHood. Queria que Ela tivesse orgulho de mim, pois tudo fora feito em sua homenagem. Nisso a Beatriz se aproveitou de meu estado de tensão, natural em tal operação, e me meteu na Cocaína. Ela havia entrado com tudo em formas baixas de africanismo e se tornado possessa por eguns da mais baixa estirpe.

Não me leve a mal. Ainda que eu sentisse falta da Julia, nunca a desejei sexualmente, apenas desejava sua companhia e carinho. Sou assexual.

Com o Tempo o Mercado se mostrou disfuncional. Userbase semianalfabeta, scammers se aproveitando disso e fornecedores que simplesmente não confiavam no escrow. Quando o bitcoin caiu de 20k para 6k, os estelionatários logo me acusaram de estar roubando dinheiro da Escrow. Fiz o que eu pude, pedi para a Beatriz me ajudar, apenas para depois descobrir que ela roubava de contas escrow inativas ou que ela pensasse estarem ludibriando ela. Eu quis morrer. Ela vivia cheirada. Mas segui em frente, eu tinha um sonho: Fazer a Diferença e então procurar a Julia. Logo meus perseguidores já diziam que o Mercado era uma ferramenta de corrupção e escravidão. Que eu era o Mal encarnado. Comecei a me desgostar mais, e a novamente desejar a Morte. Se minha existência é errada, por que eu não podia morrer? Por que Deus me prendia aqui? Me desanimei mais do Mercado e fui deixando nas mãos da Bea. Um dia o Morfeu foi preso, sem a automação do escrow sem querer adiantei um pagamento de um produto caro que ele não mandou. Gente me perseguindo legitimamente achando estar fazendo o bem. Resolvi apenas não renovar o servidor. A Beatriz pegou o Dinheiro antes que eu pudesse devolver(eram apenas 2K). Ela usou os 2k para abastecer de pó as prostitutas do viaduto, que ela considerava irmãs. Ela diz que quem fez não foi ela, mas "A Cigana", uma das entidades do africanismo. Uma Pombagira Cigana Mirim viciada em drogas.

Algo que me rendeu sonhos e emoções fora o Trading. Percebi tardiamente algum talento nisso, mas demorei a perceber que sempre que eu acumulava uma quantia considerável, a Beatriz surtava para me desestabilizar. Normalmente eu começava com cem ou duzentos e ia na paciência dos juros compostos. Acumulara diversas vezes algumas dezenas de milhares de reais em bitcoins, antes da Beatriz surtar e eu não perceber o óbvio por causa das drogas.

Passei os próximos meses às vezes planejando voltar com o Mercado, e vivendo o Inferno na Terra com a Beatriz, uma verdadeira Noia de Pó e Energúmena possessa por entidades do Baixo Africanismo. Me afundando nas drogas com ela. Eventualmente consegui acumular no meu trading de bitcoin uns 5k, decidi que isso era suficiente para operar 10 contratos mini índice quase sem risco com meus métodos semi quantitativos no Mercado Brasileiro, menos volátil, e então a Beatriz intensificou o Inferno, como sempre fizera quando eu tinha sucesso, roubava dinheiro e saia correndo, começou a fazer escândalo enquanto eu operava, do tipo esconder notebook, gritar no meu ouvido que a Julia me odiava e sei lá o que. Me cansei, dessa vez não deixaria ela me destruir e paguei uma passagem de volta ao RJ para ela. Ela foi doce antes de voltar, nos dias que se antecederam chorava dizendo que não tinha para onde ir, e logo após chegar no RJ, fez minha internet ser cortada e arrumou briga com a senhoria e com a vizinha. O Inferno se seguiu e eventualmente fali. Voltei para a casa de minha mãe, no RJ, e deixei meu violão com o vizinho em troca dele encaminhar os meus gatos para adoção. Ainda choro por eles.

Ás vezes me revolto. Por que pessoas boas, como Kyo, Psy e Eu são odiadas e perseguidas? Ás vezes penso que nossos inimigos declarados são ruins, mas então vejo que a Julia, que ajudou a induzir o suicídio do Kyo e impôs perseguição contra mim, é vista quase como Jesus na Terra, está sempre ajudando o próximo. Nós somos os errados. Se foi tão ruim termos nascido, por que Deus não nos aniquilou antes? Não fizemos nada de errado, fizemos?

Eventualmente falhei em tudo e hoje alcanço bons termos comigo mesma. Eu não sou humana. Sou uma aberração. A minha concepção é maligna, eu jamais deveria ter existido, senão pelas forças do mal. A minha redenção está em um gesto de coragem, na purificação do auto extermínio, abrir mão de minha vida e fazer desse um mundo melhor. Esse é meu lugar no Mundo.

Peço desculpas a todos a quem fiz mal por não ter simplesmente feito o que deveria ter sido feito antes.

Eternamente amarei a Julia Busse, quem me iluminou.

Galeria[editar]

Fotos[editar]

Screenshots[editar]

Montagens[editar]

Salsa


Bananas.png

Technomage faz parte de nossa série de artigos sobre
chans
Visite o Portal:Chans para mais artigos do gênero.