Mudanças entre as edições de "Jean Wyllys"

Ir para navegação Ir para pesquisar
1 833 bytes adicionados ,  11 abril
Traidor dos eleitores (renúncia em 2019)
m
(Traidor dos eleitores (renúncia em 2019))
[[Arquivo:Jean Wyllys salário.jpg|300px|right|thumb|Apesar dele ter tentado se justificar depois, essa infeliz declaração marcou a carreira de Jean Wyllys.]]
'''Jean Wyllys''' é um baiano gay conhecido por ter vencido a quinta edição do [[Big Brother Brasil]] em 2005 e por ter se tornado um dos políticos mais lacradores e insuportáveis anos depois, tendo exercido o cargo de deputado federal de 2011 a 2019, período em que escreveu mais de 51 projetos de lei.<ref>https://exame.com/brasil/relembre-cinco-fatos-sobre-jean-wyllys-como-deputado-federal/</ref> Entre os feitos famosos desta figura, está o cuspe que ele deu em [[Bolsonaro]] durante a votação pelo [[impeachment da Dilma]] em 2016.
 
== Traição aos eleitores ==
Jean Wyllys foi reeleito {{ifexist|deputado federal}} nas {{ifexist|eleições brasileiras de 2018}} mas, antes de tomar posse, desistiu do mandato, sendo sua vaga ocupada pelo namorado do [[Verdevaldo]], outro gay do {{ifexist|PSOL}}.<ref>{{ifexist|Gazeta do Povo}}: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/camara-publica-carta-que-oficializa-renuncia-de-jean-wyllys-leia-integra-cnkdyoxzw3q0w61qw1jpu0gfq/</ref>
 
Segundo Jean, ele se sentiu ''oprimido'' pelo governo [[fascista]] do [[Bolsonaro]], e como, no dia do anúncio, Bolsonaro postou uma mensagem no [[Twitter]] com a expressão ''[[Grande dia 👍]]'', a {{ifexist|extrema esquerda}} considerou que Bolsonaro estava celebrando o piti de Jean, e não o sucesso que ele teve em alguma reunião internacional.<ref>{{ifexist|Estado de Minas}}: https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2019/01/24/interna_politica,1024282/apos-polemica-bolsonaro-diz-que-mensagem-foi-para-comemorar-missao.shtml</ref> Obviamente, isto fez com que ''Grande dia 👍'' se tornasse [[o novo símbolo de ódio da extrema direita]].
 
Desde sua renúncia, houve rumores de que Jean havia vendido o mandato para a organização criminosa comandada por [[Verdevaldo]].<ref>{{ifexist|Gazeta do Povo}}: https://www.gazetadopovo.com.br/republica/breves/venda-mandato-jean-wyllys-investigacao/</ref> Estes rumores foram confirmados quando, durante a crise da ''[[Vaza Jato]]'', mensagens privadas entre Jean e Verdevaldo foram vazadas, confirmando não só que Jean tinha vendido o mandato, como que Verdevaldo tinha dado o calote,<ref>{{ifexist|Pleno News}}: https://pleno.news/brasil/glenn-greenwald-e-exposto-por-suposto-grupo-hacker.html</ref> o que motivou a campanha da direita ''[[Glenn, paga o Jean]]'', porque ninguém quer que Jean volte ao Brasil.
 
 
 
{{referências}}

Menu de navegação