Este é um artigo sobre um YouTuber. Clique aqui para mais informações.

Cellbit

De Wikinet
Ir para navegação Ir para pesquisar
Cellbit
Rafael Lange 2020.png
Nome realRafael Lange Severino[1]
ApelidosCellbit, Cellbits, Cellbitos[2][3][4] Cellbo, Zerbit, Zerbi, Pepega
Nascimento11/02/1997 (24 anos)
Florianópolis, SC[1]
OcupaçãoVlogger
Gamer
Logo do YouTube transparente.png CanalCellBits
Logo do YouTube transparente.png Nº de inscritos6,61 milhões (ed.)
Outros linksTwitter

Rafael Lange Severino,[1][2][3][4] conhecido na internet por Cellbit e outros apelidos, é um youtuber, ator, streamer e gamer brasileiro. Além da criação de conteúdo gamer para a internet, ele é diretor de criação de jogos eletrônicos no Brasil.[5] Rafael Lange tem uma única irmã por parte de pai, Isis Vasconcellos, que é mais conhecida por seus fãs como Heyisis ou Ivy.[3][4]

Ficou conhecido no YouTube por seus vídeos sobre games, charadas e lives jogando sozinho ou com outros streamers conhecidos, muitos deles seus amigos. Em 2016, em apenas quatro anos, Cellbit atingiu 4 milhões de inscritos no seu canal no YouTube e foi um dos maiores youtubers da geração 2010.[2][3] No final da década, tornou-se o quinto maior streamer brasileiro da Twitch em número de seguidores.[6][7]

Em meados da década de 2010, virou esquerdalha e se entregou ao politicamente correto, o que lhe rendeu haters direitistas. Desde então, sua vida pessoal começou a mudar... Só que pra pior. Foi nessa época que ele começou a namorar com Sasa (Flavia Sayuri), que além de cosplayer é gamer como ele. O casal virou sensação entre os seus fãs na época, mas no final de 2017 Cellbit e Sasa terminaram em meio a acusações de abusos e violência no relacionamento, o que fez os fãs do ex-casal brigarem entre si nas redes sociais. Em 2018, ao se posicionar politicamente em favor da esquerda, voltou a ser alvo de haters direitistas.

Entrou na nova década mais rico do que há 10 anos, tendo virado milionário graças à sua hipocrisia tanto na vida pública quanto na pessoal, o que o faz ser alvo de ataques por ex-fãs. Graças aos ataques de haters por sua hipocrisia, foi obrigado a anunciar seu afastamento da internet em agosto de 2021. O tal afastamento durou apenas um mês, quando voltou para anunciar a nova namorada (outra ruiva), o que fez muitos dos fãs desconfiarem que ele ter queda por ruivas, chegando o comparar com PC Siqueira (aquele que levou chifre de duas ex-namoradas ruivas acusado de curtir um café preto).

Biografia

Rafael Lange Severino nasceu no dia 11 de fevereiro de 1997 em Florianópolis, capital de Santa Catarina. É filho de Andrea Lange e tem três irmãos: Isis Vasconcellos, Henrique Lange e Felipe L. Severino.[3] Em 2000, aos três anos de idade, mudou-se com seus familiares para a cidade de Carazinho (interior do Rio Grande do Sul).[1] Por causa de um erro nas biografias de seus fãs, era relatado que Rafael Lange teria nascido em Carazinho, o que não é o caso.[4][8]

Em 2012, criou seu primeiro canal, "Cellbitos", junto a seu irmão. O canal acabou ficando só com ele para jogar games. Ele começou postando gameplays de Minecraft e depois Portal (1 e 2) com a participação de Phoenixbrproductions, MarquesZero e Felps.[3] Suas séries mais conhecidas, na época, eram "Gelocity" (mapa de corrida no Portal 2) e gameplays de mapas do workshop da Steam de Portal 2. Depois que o canal "Cellbitos" foi excluído do AdSense, ele teve que criar outra conta, que resolveu batizar de "CellBits".[3]

No novo canal, ele começou uma série de Hunger Games no Minecraft (que mais tarde foi renomeada para Hardcore Games). PhoenixBR e MarquesZero o acompanhavam na série. Pelas participações conhecidas e pelo seu conteúdo, ficou bem famoso. Depois de deixar as gameplays de Minecraft para trás, investiu em gameplays de Gmod, editadas até então pelo seu colega Emisu, e depois gameplays de jogos aleatórios.[3]

Na década de 2010, passou a ser um dos grandes nomes brasileiros do YouTube e da internet, conquistando três milhões de inscritos no canal Cellbits, mais de um milhão de seguidores no Instagram, mais de um milhão de seguidores no Twitter e mais de 800 mil inscritos no canal Assistindo. Por conta do sucesso no YouTube, ele se encontra constantemente nos trending topics do Twitter no Brasil, participa de programas de TV e dá entrevistas para sites e canais famosos.[3]

Em 2014, um fato absurdo o levou a ainda mais fama: Cellbit foi expulso da BGS (Brasil Game Show) sob alegação de ser "grande influência". A expulsão revoltou muitos de seus fãs e repercutiu negativamente no evento.[8]

Enquanto o Brasil caía na crise político-econômica de 2015, muitos dos vlogueiros e sites surgidos na era petista (2003-16) começaram a cair em audiência e popularidade, e ele não foi exceção. No dia 24 de setembro do mesmo ano, esteve na BRMA (Brasil Mega Arena), o maior evento de e-sports da América Latina.[3]

Em 11 de fevereiro de 2015, Cellbit viajou de São Paulo para Porto Alegre para comemorar seu aniversário de 18 anos na casa de sua irmã Isis Vasconcellos. Ronaldo de Azevedo (do canal Gato Galactico) e Gusang (do canal AssopraFitas) também estavam participando da festa. Por torno das 10 da noite, os quatro saíram à rua para buscar uma quinta garota para a festa, que estava com medo de ir sozinha. No entanto, isso de nada resolveu, já que o grupo inteiro foi assaltado por um sujeito armado que vestia boné e bermuda. O assaltante foi apontando a arma para cada um do grupo para entregarem seus itens de valor. Levou o celular de Isis e o celular novo de Cellbit, mas não levou o do Gusang, que se recusou a entregá-lo, enquanto Ronaldo e a outra garota não estavam com seus celulares ou qualquer outro item de valor; após terminar o assalto, o meliante mandou todos correrem. De volta na casa da Isis, o clima ficou muito tenso e o grupo resolveu pedir uma pizza para alegrar, mas não alegrou nada já que, segundo Ronaldo, a pizza tinha gosto de "chinelo com queijo".[9]

No final do mesmo ano e por causa da sua fama, ele foi contratado para fazer propaganda da empresa de operadora de telefonia móvel Vivo e da sua TV por assinatura GVT, efetuando sua primeira aparição na TV aberta. O contrato durou até final de 2016.

Em 22 de janeiro de 2016, foi vítima de várias contas fakes criadas no Twitter e seus fãs criaram a hashtag #SomosTodosCellbit.

No mesmo ano, gerou polêmica ao afirmar que estudo não era prioridade e que iria deixar a faculdade para o segundo plano, sob alegação de que ganhava uma quantia mensal considerável de dinheiro por conta de seus vídeos no YouTube.[4][8]

Desde 2016, quando ocorreu o impeachment de Dilma Rousseff, ele começou a defender posicionamentos políticos polêmicos, que até então vinha mantendo distância em questões políticas. Porém, ao começar a se posicionar a favor das causas políticas liberais, esquerdistas ou similares, o que fez com que contradizer algumas coisas que defendia ou era contra. No início, ele declarou ser libertário e em seguida passou a se dizer anarcocapitalista. Isso foi o bastante para ele ser alvo de críticas pelos direitistas, que o acusaram de ser militante de esquerda e hipócrita, ao mencionarem o fato dele viver em uma vida de luxo acima dos padrões brasileiros.

No final de 2017, Rafael Lange (Cellbit) e Flavia Sayuri (Sasa) terminaram o relacionamento que tinham há tempos em meio a acusações de que tal relacionamento seria abusivo e agressivo.[10] No entanto, no início de 2018, poucos meses depois, aconteceu o inesperado: Sasa foi atacada na internet por um comentário que falava de um job que ela teria feito, fazendo o caso Cellbit-Sasa ser esquecido.[10] A repercussão do comentário foi tão grande que os internautas chegaram a derrubar o perfil da influenciadora digital no Instagram.[10]

Cellbits (Rafael Lange) em 2018.

Em outubro de 2018, após o primeiro turno das eleições presidenciais que resultou na disputa entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad para o segundo turno, o posicionamento dele em apoio ao Haddad e contra Bolsonaro no Twitter gerou controvérsia entre seus seguidores que apoiavam Bolsonaro e os que preferiam o entretenimento e não queriam política no canal. Ao anunciar seu voto em Fernando Haddad, foi taxado de esquerdista, petista, oportunista, entre outros, mas depois do resultado do segundo turno, em que seu candidato foi derrotado, decidiu apagar todas as suas postagens políticas, mas como a Nossa Senhora dos Prints nunca erra, seus ex-seguidores passaram a reproduzir suas postagens pela eternidade e para seu desespero.

Entre março e abril de 2019, apareceu numa propaganda da estatal do Banco do Brasil onde se vê brancos, negros e a turma da lacração endinheirada que apoia a esquerda. O comercial foi retirado do ar por ordem de Jair Bolsonaro, sob alegação de que levaria jovens brasileiros a irem indiscriminadamente ao banco, enquanto o trabalhador comum era excluído do comercial (algo muito comum em comerciais antigos). O mais contraditório é que, apesar de se dizer anarcocapitalista e ter votado em Haddad contra Bolsonaro, não recusou o convite de um banco estatal para participar deste comercial e ainda foi pago com o dinheiro dos otários contribuintes brasileiros que ficam na fila de espera de bancos para serem atendidos.

Em julho, sua ex-namorada Sasa comentou sobre seu relacionamento com Cellbit em uma live na Twitch, sem citar nomes: “Quando a Dora [Figueiredo] postou o vídeo, eu fiquei bem mal. E o pior de tudo foi saber que eu tinha falado de coisa bem pior que o meu ex tinha feito e ninguém me ajudou”, disse.[10] Sasa se referiu ao vídeo da youtuber Dora Figueiredo. O tema de relacionamentos abusivos voltou a ganhar destaque nas redes sociais. Longe de se limitar à violência física, um relacionamento abusivo pode envolver desde abusos psicológicos a ataques verbais.[11] Após a live da Sasa repercutir, Cellbit foi para o Twitter se pronunciar. O gamer falou sobre sua saúde mental e disse que era uma pessoa arrogante, controladora e possessiva no passado. A sequência de tweets, entretanto, simbolizou para o público uma redenção do gamer.[12]

Os tweets polêmicos de Marques Zero e Rafael Lange.

Na noite do dia 4 de junho de 2020, em meio à pandemia do vírus da Corona-chan e uma polêmica envolvendo o músico Japinha da banda CPM 22, o perfil Gigantes do Brasil no Twitter denunciou através de prints o youtuber Marques Zero por assédio sexual a menores de idade e por incitar a morte da família do presidente Bolsonaro. O youtuber tem um canal direcionado ao público infantil e em seus vídeos e conversas nas redes sociais Marques deixa claro seu desejo de ter relações com crianças. Em umas das postagens controversas, de 5 de janeiro de 2013, escreveu: "Ela tem 7 anos, mas idade não é nada né :33" e o exposed também mostra a resposta de Cellbits: "ja aguenta" [sic] (na época das postagens, Zero tinha 20 anos e Cellbits tinha 15 anos). As postagens de Marques Zero e do Cellbits sendo expostas por diversos prints que se espalharam imediatamente provocaram grande repercussão negativa entre os usuários no Twitter e ambos foram alvos de ataques, pois de acordo com os usuários, ele reagiu ao comentário pedófilo quando ele ainda era menor de idade, dando a entender que o endossava.[13][14]

CellBits e sua nova namorada em 2021.

Na madrugada do dia 5 de junho, diante da repercussão negativa desse exposed e vendo seu nome nos trending topics no Twitter, Cellbit se pronunciou sobre o assunto, dizendo que foi uma piada de mal gosto (ahã) que havia feito sete anos atrás, quando tinha 15 anos, que não refletia quem ele era hoje. Sobre as acusações de não se pronunciar sobre casos recentes de influenciadores envolvidos com menores de idade sem mencionar os nomes, se limitou a dizer que não tinha conhecimento e não apoiava ou era conivente com os casos. Ele declarou querer deletar não só esta resposta como outras postagens comprometedoras:

a piada de mal gosto que fiz 7 anos atrás, quando eu tinha 15 anos, não reflete quem eu sou hoje, e meus posts dessa época serão deletados.

eu era um adolescente ignorante e me arrependo.

sobre qualquer outro influenciador: não tinha conhecimento, não apoio e não sou conivente.

—Cellbit no Twitter.[15]

O escândalo aconteceu depois que Marques Zero atacou Xbox Mil Grau dias antes, depois vir a torna diversos vídeos em que faz comentários absurdos e o perfil Gigantes do Brasil decidiu o investigar, o que acabou descobrindo tudo.

Em 6 de janeiro de 2021, seu nome voltou a ser comentado após Sasa trazer novamente o assunto sobre o relacionamento abusivo deles.[10]

Em maio, Cellbit foi alvo de polêmica nas redes sociais ao ofender e banir dois usuários. Depois de perder todas as partidas disputadas junto aos gamers amigos, Cellbit decidiu sair desse grupo sem dar explicação e, quando estava lendo os comentários, se irritou com um comentário (que não continha ofensa alguma) e baniu o usuário com o xingamento "VTNC". Quando outro usuário questionou o ban e o xingamento, Cellbit xingou e baniu esse usuário também. Diante da repercussão negativa nas redes sociais (principalmente no Twitter), ele se pronunciou em um vídeo pedindo desculpas, visivelmente constrangido e nervoso, em que reconheceu que suas atitudes foram erradas. No entanto, nem todos concordaram com esse pedido de desculpa, alegando que ele não foi sincero.

Graças à sua burrice, ele passou a ser alvo de comentários negativos dos haters e ex-fãs, além de fazer diversos ataques e demonstrar hipocrisia, fatores que o levaram a anunciar seu afastamento da internet em agosto de 2021.

Em setembro, apenas um mês depois do suposto afastamento, Cellbit surpreendeu seus fãs e haters com sua volta à redes sociais. A novidade na volta foi para anunciar que já estava com uma nova namorada (outra ruiva). Os fãs logo desconfiaram e passaram a acreditarem que ele tem queda por ruivas, chegando o comparar com PC Siqueira (aquele que levou chifre de duas ex-namoradas ruivas acusado de curtir um café preto) que hoje está caído em desgraça.

Galeria

Reais

Montagens

Notas


Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 https://aminoapps.com/c/cellbit_oficial/page/item/cellbit/BkKP_8cmI57Ywwlz5qwvbRPp8KY5DnvvX
  2. 2,0 2,1 2,2 https://diversao.r7.com/pop/fotos/conheca-cellbit-o-youtuber-de-humor-e-games-que-faz-sucesso-na-internet-05072017#!/foto/1
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 3,4 3,5 3,6 3,7 3,8 3,9 https://www.breaktudo.com/saibat-tudo-sobre-rafael-lange-o-cellbit/
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 4,4 https://aminoapps.com/c/cellbit_oficial/page/blog/biografia-cellbit/GmKR_4Unu0xxY2lWJG66aZ1vNZaVrdv6V
  5. Guilherme Dias. Jogo brasileiro com direção de Cellbit alcança financiamento em poucas horas The Enemy, 18 de outubro de 2020.
  6. Twitch streamers with the most followers, January 2021, Portuguese TwitchTracker.
  7. Twitch streamers with the most followers, January 2021, Portuguese TwitchTracker.
  8. 8,0 8,1 8,2 http://g1.globo.com/tecnologia/games/noticia/2014/11/youtuber-expulso-de-evento-por-causa-de-fas-diz-que-faculdade-e-plano-b.html
  9. YOUTUBERS SENDO ASSALTADOS (ft Cellbit). Gato Galactico, YouTube. Publicado no dia 20 de julho de 2016.
  10. 10,0 10,1 10,2 10,3 10,4 Andressa Lima. Cellbit vai parar nos TTs por relacionamento abusivo Influume. 6 de janeiro de 2021
  11. Andressa Lima. Relacionamento abusivo: 3 influenciadoras que falaram sobre o assunto Influume, 18 de julho de 2019
  12. https://twitter.com/cellbit/status/1157320181183471616
  13. https://sensoincomum.org/2020/06/05/old-spice-brasil-tem-contrato-com-esquerdista-que-diz-daora-a-pedofilia/
  14. https://pleno.news/brasil/politica-nacional/eduardo-processa-youtuber-apos-ameacas-de-morte.html
  15. https://twitter.com/cellbit/status/1268784486201819137

Sites


Logo of YouTube (2015-2017).svg
Cellbit faz parte de nossa série sobre YouTube

YouTubers BR YouTubers gringos Memes Tubos Ver também

{{{c6}}}
{{{c7}}}
{{{c8}}}
ver fechar