Robert Clark Young

De Wikinet
Revisão de 06h02min de 14 de setembro de 2021 por Saskeh (discussão | contribs) (publish.)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Robert Clark "Bob" Young (nickname: Qworty, nascido em 1960) é um autor americano de contos, ensaios, jornalismo e romances. Ele desempenhou um papel em várias controvérsias literárias proeminentes, entre os mais conhecido é o romance One of the Guys (1999). Temas recorrentes na ficção de Young incluem a relação entre alcoolismo, abuso de poder e disfunção institucional na vida americana, enquanto sua não-ficção se concentrou em tópicos de cuidados para idosos. Young esteve envolvido em várias questões de alto perfil por meio de artigos de ficção e jornalísticos que escreveu.

Robert Clark Young ganhou atenção pela internet em 2013 depois que um jornalista revelou que ele estava usando conta na Wikipédia em inglês sob o pseudônimo "Qworty" para fazer edições maliciosas nas biografias de seus adversários pessoais e profissionais, em uma série de artigos publicados. A revelação fez com que ele admitisse as edições na sua própria conta após ser encurralado com as evidências, que repercutiu imediatamente na Wikipédia em inglêsWikipedia's W.svg, fazendo com que a conta Qworty fosse bloqueada às edições que posteriormente a conta bloqueada definitivamente. A atitude de Young foi alvo de ira dos wikipedistas e as vítimas desde então.

Biografia

Robert Clark Young nasceu em Hollywood (Califórnia) e algum tempo depois foi criado nas cidades de Los Angeles e San Diego (ambas em Califórnia). Ele ganhou bolsas para estudar redação na Universidade de San Diego; a Universidade da Califórnia, Davis, onde estudou com o autor da Geração Beat, Gary Snyder; a University of Houston, no Programa de Escrita Criativa de doutorado fundado pelo satírico pós-moderno Donald Barthelme. O Programa de Escrita Criativa da UC Davis concede um mestrado equivalente a um MFA. O primeiro trabalho de professor de Young, quando tinha 25 anos, foi como um civil trabalhando em navios da Marinha dos EUA implantados em todo o Extremo Oriente. Essa experiência formaria a base para seu primeiro romance, One of the Guys, publicado pela HarperCollins em 1999.

O ensaio de Young, One Writer's Big Innings, um olhar cômico sobre as lutas de um jovem escritor, foi reimpresso no AWP Chronicle, indicado para um Pushcart Prize e ganhou o prêmio de não ficção da Black Warrior Review Best of the 1990s em 2002. Ele começou a trabalhar em um romance histórico de vários volumes baseado no conflito de meio século entre a editora de jornais pró-alemã Cissy Patterson e sua filha, a condessa Felicia Gizycka, uma das fundadoras dos Alcoólicos Anônimos.[1]

Em 2003, aos 42-43 anos, Young foi ativo no movimento anti-guerra do Iraque e foi preso duas vezes em 2003 por protesto não violento contra a Guerra do Iraque, quando não estava escrevendo. Ou seja, era um apoiador ao Partido Democrata.

Robert Young cuida de seus pais desde 2008 e escreve uma coluna sobre cuidados com idosos para a Davis Enterprise, distribuída pelo Yahoo News. A coluna enfoca os aspectos diários dos cuidados aos idosos, como alimentar idosos enfermos, como dar banho, como fazer transferências de cadeiras de rodas de e para camas e carros e como preparar e dispensar medicamentos, bem como os aspectos emocionais de vida familiar durante o cuidado. Cada coluna foi extraída de um livro chamadoThe Eldercare Survival Kit: How to Care for Your Aging Parents, While Enriching Your Own Life.

Escândalo

Em maio de 2013, Young foi acusado pelo repórter Andrew Leonard do salon.com de usar o nome de usuário Qworty para editar os artigos da Wikipedia sobre seus adversários pessoais e profissionais de uma forma tendenciosa e negativa; ele também acrescentou exageros à sua própria biografia e excluiu críticas. Outros escritores logo acrescentaram seus comentários sobre a situação. Depois de inicialmente negar a alegação de Leonard, Qworty admitiu ser jovem e ter editado seu próprio artigo junto com os de escritores com quem tinha rixado. Por exemplo, de acordo com Andrew Leonard, Young "dedicou uma quantidade significativa de energia intelectual e emocional" para atacar Brad Vice e dois outros escritores doConferência de escritores de Sewanee por causa do desrespeito percebido que ele experimentou lá. Logo após a divulgação da história, Qworty foi indefinidamente impedido de editar a Wikipedia.

De acordo com uma sequência de Leonard, uma reação contra Qworty foi tão violenta que suas páginas de usuário foram "branqueadas por cortesia". Como resultado da reportagem de Leonard, uma investigação do sockpuppet foi aberta pelos editores da Wikipédia em inglês para determinar a extensão da edição de Young sob diferentes nomes de usuário, o que revelou uso de diversas contas desde 2005, antes de criar Qworty em 2007, que por vez chegou a ser suspeito de ligação com outra conta e que por motivos desconhecidos a investigação não foi pra frente e ele continuou a editar.[2] Jimmy Wales respondeu a esses relatórios: "Eu o teria banido completamente anos atrás. O mesmo aconteceria com muitos outros. O que não fizemos, aponta para sérias deficiências em nossos sistemas.", afirmou. Em outubro de 2010, Young (como “Qworty”) recebeu uma repreensão do próprio Wales, aparentemente por ataques que fizera à executiva de informática Meg Whitman.

Em um artigo adicional do Salon.com, Leonard escreveu que a oposição pessoal de Young ao neopaganismo levou a uma campanha sistemática contra os artigos da Wikipedia sobre o assunto. Leonard observou que o fato de Young ter conseguido se safar com esse comportamento por tanto tempo levantou preocupações "sobre o quão bem as salvaguardas internas da Wikipedia protegem sua integridade".

Salsa

Fontes

Links