Emily Garcia

De Wikinet
Revisão de 07h52min de 19 de abril de 2023 por Saskeh (discussão | contribs) (publish.)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Emily Garcia
Nome realEmily Garcia
Nascimento2001
Outros linksInstagram
Twitter
Twitter (alternativo)

Emily Garcia é uma influenciadora digital acusada por seus ex-fãs de ser umas das maiores golpistas em sites de online no Brasil.

Biografia

Emily Garcia nasceu no estado de Alagoas por volta de 2001. Há informações poucas sobre a infância e juventude dela, nem mesmo sua família. Sabe-se apenas que ela iniciou seus estudos por volta de 2003 e os terminou provavelmente em 2018. Ainda na infância, ela venceu concursos de beleza e decidiu fazer carreira. No entanto, não há registro de atividades no nome dela na internet entre final da década de 2000 até 2018 (exemplo: usar Orkut, Twitter, Facebook, blog), o que torna seu passado na internet misterioso.

A primeira menção dela na internet é de julho de 2018, quando criou o canal de vídeo "Emily Garcia" no YouTube. Se canal chegou ao fim em 2020, quando passou a ganhar mais dinheiro com o Instagram na pandemia da Corona-chan, no momento do fim do seu canal de vídeo, acumulava mais de 1,5 milhão de inscritos.

Em sua carreira como youtuber, ela conheceu e namorou Rezende (ex de Virgínia Fonseca, atual de Zé Felipe, um dos filhos do cantor Leonardo). No entano, surgiu na imprensa que ela terminou o romance após um suposto envolvimento do ex com a empresária. No entanto, nada foi confirmado até os dias de hoje.

Com forte poder de engajamento no Instagram, Emily Garcia chegou a ser cotada para entrar em “A Fazenda”, reality show da RecordTV. No entanto, ficou de fora da atração após engravidar de Babal Guimarães, irmão de Lucas Guimarães e cunhado de Carlinhos Maia.

Em outubro de 2022, a influenciadora causou polêmica com uma briga pública com o humorista Carlinhos Maia. Isso porque, em uma festa de família, Maia insinuou que o Babal olhou para uma das convidadas. Nos Stories do Instagram, Emily Garcia acusou o humorista de incentivar a "rivalidade feminina".

A briga dos dois, em seguida, tomou proporções maiores. Carlinhos Maia pediu para que os convidados apoiadores de Lula (PT) declarassem apoio ao candidato, dando a entender que além sem noção de provocar separação, se mostrou um esquerdalha. Emily Garcia surpreendentemente, se recusou e declarou voto em Jair Bolsonaro (PL).

Em 21 de janeiro, Emily Garcia postou em seu perfil no Instagram acusando seu cunhado Lucas Guimarães de ser um batedor de mulher. Em 23 de janeiro, dois dias depois, registrou queixa contra próprio marido e o irmão dele em uma delegacia de Maceió (AL), que a acusou o marido e o cunhado de agressão após novo episódio de violência. Em Boletim de Ocorrência obtido por Leo Dias, do Metrópoles, a influenciadora, ouvida pela delegada Paula Mercês, contou que o marido passou a brigar com ela por causa da bebida.

Ela acusou o marido de puxões de cabelo, apertões nos braços e pescoço, além de tapas e xingamentos, como também relatado agressões antigas que inclui durante a gestação do primeiro filho Miguel (hoje com um ano de idade). Lucas negou todas as acusações e afirma que ela quer colocá-lo como um “homem abusivo”. Lucas e Babal negaram todas as acusações da Emily. Lucas afirmou que ela quer colocá-lo como um “homem abusivo” ao público, enquanto Babal terminou o casamento com ela.

No entanto, após expor que os irmãos agressores, surgiram denúncias contra a influenciadora digital, que praticava vários golpes em sites ligados aos jogos de azar. Na tentativa de calar os denunciantes, ela tem movido diversos processos judiciais

Referências