Troll

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Personagem que representa os trolls. Se o objetivo era spammar essa porra na Internet até eu ficar com vontade de dar um soco no meu monitor, então SUCCESSFUL TROLL IS SUCCESSFUL.
Trollface side.png

Troll, na Internet, é um termo que foi estuprado repetidas vezes pelos internautas e passou a ter vários significados. Um troll definia alguém cujo propósito era causar discórdia através de discussões na Internet, e rir da cara dos babacas que o levava a sério.

Hoje em dia, qualquer pessoa que discorde da sua opinião é um troll, assim como pessoas que simplesmente postam coisas infantis como vai dar o cu em comentários aleatórios da Internet. Dizer que tais pessoas são trolls é ofender a arte de trollar, que requer dedicação, paciência e muito esforço para se obter sucesso.

Para ser um troll, é necessário ser uma pessoa muito inteligente[1] e nunca perder o foco. Algo que se deve evitar ao trollar é o remorso. Se você é uma bichinha que sente remorso, nem tente trollar. A pior coisa que pode acontecer além de uma trollagem falha é você começar a pedir desculpinhas para a vítima ou tentar falar para ela que não é bem assim. O objetivo de trollar é fazer a vítima se humilhar, não fazer você se humilhar.

Muitos underages bazingueiros se autointitulam trolls de Internet, achando que falar "KKKK CHOLA MAIS LIXO NUB AUSHUASH" já os fazem trolls épicos da Interbutts.

Em chans brasileiros, trolls são chamados de sacis, provavelmente devido a algum filtro. A palavra bait também é traduzida, sendo que trollar é traduzido para pescar.

Verbo[editar]

Imagem menos cancerígena usada para representar os trolls.

Troll virou um verbo conjugável, o verbo trollar, que crianças usam para referir a qualquer tipo de sacanagem, brincadeira ou filha da putice que alguém venha a cometer.

Eu trollo
Tu trollas
Ele trolla
Nós trollamos
Vós trollais
Eles trollam

Também tem a palavra trollagem, que é um substantivo feminino e seria a melhor tradução de trolling (que é a palavra em inglês oficial para o ato de trollar), só que, assim como o verbo, o uso da palavra está tão deturpado que qualquer merda é trollagem.

Descrição[editar]

Troll é aquele monstro horroroso que é morto com facilidade pelo Harry Potter no primeiro filme, e que é morto com muita dificuldade pelo Gandalf no primeiro filme - isso na fantasia.

Na Internet, troll é um cara que se comporta de forma tão escrota quanto o troll da fantasia.

Um troll é um cara que deliberadamente e de forma nada discreta causa confusão, provocando os outros usuários e fazendo muitos deles perderem a cabeça.

Troll bem sucedido é bem sucedido.

Por exemplo, em um grupo de discussão em que todo mundo fica metendo o pau nos muçulmanos quando eles ficaram putos com as caricaturas de Maomé, e começa aquele papo hipócrita de que todo mundo é a favor da liberdade de expressão, que a censura é uma merda, etc - neste ponto entra o troll, e coloca uma imagem de pedofilia ou posta uma mensagem provando por a + b que o Holocausto não existiu.

Trolls adoram wikis, porque é muito fácil irritar algum usuário e fazê-lo perder a cabeça. Basta ir nas edições dele, e ficar revertendo por qualquer picuinha, só de provocação - tipo, o cara errou uma predefinição, ou esqueceu de colocar uma referência, o troll vai lá e reverte a porra toda (ou seja, trolls = administrador da Wikipédia).

A argumentação do troll é sempre da mesma forma: foda-se a lógica, ele tenta irritar o interculor ignorando qualquer coisa que ele diga, e repetindo os mesmos argumentos sem sentido. Obviamente, quando respondem e-mails, os trolls sempre usam o top posting, principalmente depois que os usuários dizem para ele aprender a quotar.

Outro método de trollagem é escolher algum usuário para fazer bullying. Por exemplo, se em um grupo tem um espírita, o troll fica só esperando alguma mensagem deste membro, e responde sempre com alguma ironia contra a fé dele; quando o espítira diz que perdeu a mãe em um assalto, o troll vai dizer que ele devia ficar feliz, porque a mãe dele agora pode reencarnar no porquinho da Índia que ele tem em casa.

Há trolls mais generalistas, que se dedicam a trollar algum grupo específico. Por exemplo, o troll pode ser contra os médicos, então se aparece qualquer mensagem que toque levemente no assunto, como alguém dizer que estava indo para a praia, o troll imediatamente responde que é bom ele tomar cuidado, porque se pegar câncer de pele vai passar o resto da vida sendo extorquido pelos sanguessugas que não curam merda nenhuma.

Troll e hater[editar]

Um troll é diferente de um hater, mas só na Internet, pois na vida real ambos são gordos virgens que moram no porão da casa dos pais.

Enquanto que o troll acha divertido irritar as pessoas na Internet, o hater gosta de expressar o seu ódio pelo o que ele odeia. O hater é isso, odiador, ele odeia e vai odiar. Por isso o meme haters gonna hate. É muito fácil trollar haters porque eles já estão putos por odiar aquilo que eles odeiam, então, se você defender o objeto de ódio deles, eles vão ficar cegos de raiva, levando a reações muito engraçadas.

Um hater pode irritar as outras pessoas ao expressar seu ódio, mas isso é apenas consequência dos atos dele, sem falar que somente idiotas perdem seu tempo respondendo um hater óbvio - diferente de um troll que pode enganar até as pessoas mais inteligentes.

Mas um hater pode ser um troll? Claro que pode! Um hater pode odiar algo, então decidir trollar esse algo ou as pessoas que gostam de tal algo para, assim, dar risada da cara deles. Veja que, nesse caso, ele simplesmente usou o ódio dele como motivação para praticar a trollagem. Ele não odiou o seu objeto de desgosto, ele trollou.

Trollagem e cyberbullying[editar]

Uma visão precisa do cyberbullying.

Enquanto que um troll quer provocar alguns babacas na Internet para dar umas risadas para então ter alguma espécie de alegria e sentimento de conquista em sua vida patética, o cyberbully é um nerd fraco que não tem capacidade para praticar bullying na vida real - e provavelmente sofre disso - então apela para tal prática na Internet.

O cyberbully vai perseguir sua vítima - e somente ela - pela Internet, para lembrá-la diariamente que ela é um lixo de pessoa. Ele vai procurar formas de humilhá-la pela Internet e, se possível, trazer tal humilhação para a vida real, mandando fotos nuas da vítima para seus parentes e amigos no Facebook. Claro que, se uma pessoa manda uma foto pelada na Internet para alguém, essa pessoa merece se foder. O cyberbully vai assediar sua vítima até o ponto em que ela não aguentar mais e apelar para tomar alvejante ou simplesmente vai quitar da Internet para sempre - mas se o cyberbullying tomou proporções na vida real, nem vai adiantar cometer um suicídio online, um exemplo é o caso da Amanda Todd que mudou de cidade umas 500 vezes e mesmo assim se fodia.

Perceba que o trabalho do cyberbully é muito mais complexo e elaborado que o de um troll e que de até mesmo um bully da vida real. O filho da puta não tem nada para fazer além de prejudicar as outras pessoas. Diferente de um troll, que não tem nada para fazer além de encher o saco das pessoas. É importante notar que se o objetivo final de um cyberbullying - antes de fazer a vítima se atirar em um poço - é trazer tal bullying para a vida real. Caso ele não consiga isso, a vítima pode desligar o computador dela e... Caralho! Você não está mais sofrendo cyberbullying! Parece até mágica![2]

Algumas pessoas podem ser tão sensíveis que reagem à trollagem de mesma forma que reagiriam a cyberbullying, ameaçando pendurar as bolas na parede só porque alguém discordou dele na seção de comentários de um vídeo do YouTube.

O que não é trollagem[editar]

Pregar uma peça não é trollagem
Pregar uma peça geralmente termina com os viados dando risada e falando "kkk seu troll xDDDD". Na pior das hipóteses, se for uma peça de extremo mal gosto, a pessoa vai se sentir uma idiota e ficará butthurt com você. O que acontece é que uma peça geralmente é revelada no final o que aconteceu, então, se você quer pregar uma peça que seja trollagem, não revele a verdade para a pessoa. Ou seja, fale que a mãe do seu amigo morreu, seja totalmente sério quanto a isso, e deixe ele descobrir a verdade sozinho. Você perderá um amigo mas virará um troll!
Piada não é trollagem
Veja esta imagem, tudo o que o cara fez foi uma piada. Se a vadia for chata o bastante para ficar puta com ele por causa disso, isso é problema dela, mas na maioria das vezes, a pessoa vai é rir da piada, levando na brincadeira. Piada não deve ser levada a sério, enquanto que trolls fazem de tudo para provocar as pessoas passando uma falsa seriedade. Por exemplo, você defende por a + b que o Holocausto nunca aconteceu para deixar judeus putos da vida. Se piada é trollagem, então a Desciclopédia tem o único objetivo de trollar todo mundo.
Xingamento não é trollagem
Lembra quando você era underage?[3] Você pensou: Que legal, agora posso falar a merda que eu quiser na Internet que ninguém nunca vai descobrir que sou eu! Então, saiu xingando todo mundo em fóruns e redes sociais, se sentiu o marginal da Internet, e acabou enjoando? Então, isso não é trollagem, seu animal.
Xingamento explosivo não é trollagem
Digamos que você vá no perfil de uma mulher e comente em uma foto dela: VAI TOMAR NO CU, VADIA DE MERDA, RETARDADA, APOSTO QUE JÁ DEU PRA CIDADE INTEIRA, PUTA, OS CARAS FAZEM FILA AÍ NA TUA CASA PRA TE COMER. Isso não é trollagem porque o objetivo do troll é irritar as outras pessoas - e ao falar desse jeito, quem parece irritado é você. A mulher provavelmente vai rir da sua cara - com kkk - junto com escravos de buceta que aparecerão para te humilhar.

É importante notar que termos criados na Internet podem mudar ao longo dos anos, pois essas merdas não estão definidas em um dicionário[4] porque ninguém liga pra isso, o que significa que se a forçação de que trollar é sinônimo de sacanear, é capaz de isso se tornar - se já não se tornou - a verdade aceita universalmente, apesar do significado original da palavra ser outro.[5][6]

Ver também[editar]

Referências

  1. Inteligente o bastante para não levar a Internet a sério.
  2. Se você precisar usar o computador para fins que vão além de fapar e acessar o /b/, procure usar a Internet de uma forma que você evite a comunicação com outras pessoas online. É tão difícil assim??
  3. E você provavelmente é.
  4. E todos sabem que o Urban Dictionary é uma porra menos confiável que a Wikipédia.
  5. Um fodendo site de significados com tal definição escrota.
  6. aqui o significado está mais correto.