The Sun

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa

The Sun é um jornal conservador britânico, e o seu site, obviamente, é um site ultra-conservador e nacionalista britânico.

Os únicos temas tratados no jornal são fofocas sobre celebridades e futebol, e o site é fiel a esta linha editorial.

Futebol[editar]

Quando esta gostosa namorava um jogador de um time inglês, ela aparecia toda semana no The Sun. Mas foi só o namoro terminar (ou o jogador sair da Inglaterra), que ela desapareceu.

Todo mundo sabe que a Inglaterra, além de inventar o futebol, nunca mais fez nada de notável neste esporte. Ganharam a Copa de 1966, mas esta foi a copa mais roubada de todos os tempos: roubaram o Brasil na eliminatória, permitindo que Portugal e Hungria enfiassem porrada no Pelé sem que os juizes fizessem nada, roubaram Portugal na semi-final, e roubaram a Alemanha na final. Mas ninguém aqui quer saber de história do futebol, né?

Mas os ingleses ainda acham que jogam alguma coisa, então o site do jornal tem sempre três tipos de artigos:

  1. Quando não tem nenhum jogo próximo: mostra as gostosas que os jogadores ingleses ou de times ingleses estão pegando, para mostrar que inglês é foda.
  2. Antes do jogo: artigos dizendo que a Inglaterra, ou algum time inglês, é o melhor do mundo, e que vai massacrar o adversário.
  3. Depois do jogo, se puder encontrar um culpado: artigo violentíssimo, esculhambando o jogador ou técnico que fez o time perder, xingando desde o cara até o seu bisavô, e amaldiçoando seus descendentes até a quarta geração. Se o cara for um estrangeiro jogando por um time inglês, melhor ainda: o cara é vendido, devia ser deportado ou estripado em praça pública.
  4. Depois do jogo, se não puder encontrar um culpado: então é porque o juiz era um ladrão filho da puta, ou enxergava pior que o Stevie Wonder, mas que, no próximo jogo, com um juiz honesto, a Inglaterra ou o time inglês vão ter sua revanche.

Fofocas sobre celebridades[editar]

Qualquer pessoa normal, vendo esta foto linda, faria vários elogios à modelo, certo? Errado! Eles ficam criticando e falando que ela devia usar um sutiã carcinogênico.

Outro tema preferido do jornal são as fofocas sobre celebridades, mas no estilo conservador. As celebridades são mostradas fazendo um monte de putaria, só que, em vez de elogios à forma física das gostosas que fazem topless ou dos atores de sessenta anos que pegam menininhas de vinte, o site é cheio de críticas, como se fosse um pecado gostosas mostrarem o belo corpo, ou quem tem dinheiro e uma longa vida de trabalho querer curtir a vida em paz. É uma hipocrisia do caralho, por quê é óbvio que os leitores do jornal fapam pras imagens ao invés de ficarem criticando o que as depósitos fizeram.

Obviamente, alvos constantes das fofocas são as celebridades envolvidas com drogas - Kate Moss, Britney Spears, Paris Hilton, Lindsay Lohan são as preferidas do jornal.

Eles também ficam na tocaia contra celebridades adolescentes, só esperando elas fazerem alguma merda para poderem esculhambar. A Miley, coitada, não pode pagar um peitinho em uma cabine de troca de roupa ou indo à praia com um bikini mal amarrado que os caras já mandam um "Miley does it again!".

Foi este jornal que descobriu que Lady GaGa era hermafrodita[1]. Eles estavam putos porque a cantora favorita dos tabloides em 2008 era a inglesa Lily Allen, mas em 2009 todo mundo se esqueceu da inglesinha e só falava da Lady GaGa. Mas eles se fuderam, porque a Lady GaGa ainda ficou mais famosa com a história do saco. Em 2010, eles também adoram falar mal da Kesha.

Como o resto do mundo é uma merda[editar]

Enquanto o mundo inteiro admira e inveja Sarkozy por pegar esta gostosa, o The Sun acha errado e mete o pau nele.

Esse é outro tema preferido. Se uma criança inglesa some em Portugal, é porque Portugal é um país bárbaro, com pedófilos e satanistas roubando crianças para propósitos nefastos.

O tarado austríaco que comia a própria filha trancada no porão, os americanos cujo esporte é pegar uma arma e sair matando todo mundo, os muçulmanos que cortam a buceta das filhas - tudo isso serve para mostrar que o único povo civilizado do mundo é o inglês, o resto deveria se curvar à superioridade britânica.

Até o Sarkozy, que o mundo inteiro admira porque pega uma gostosona, é taxado de corno, tarado e espancador de mulheres. Mas claro que iam falar isso de um francês...

Valores tradicionais[editar]

Rosie Jones é uma das estrelas relevadas na Página 3 do jornal.

Uma das campanhas conservadoras mais acirradas do jornal é pela integridade da forma humana, que deve ser preservada da forma que Deus a criou (apesar do jornal não adotar uma linha religiosa, sabe-se que vários de seus donos tem uma profunda religiosidade cristã).

Assim, todo dia, na Página 3, é apresentada uma modelo inglesa gostosa, que não tem silicone. Sim, esta é a condição principal: silicione nos peitos é absolutamente banido do jornal, pois os seios femininos devem ter a forma natural com que Deus os fez.

O site também tem uma seção de filmes, onde as modelos, de forma conservadora, aparecem muito comportadas, sempre vestindo pelo menos uma calcinha. Será que eles acham que boceta é feio?

Morte[editar]

Depois de mais de 40 anos valorizando a forma feminina natural e salvando vidas de inglesas que, assim, pegam menos câncer, o jornal acabou cedendo a pressão de moralfags filhos da puta e acabou com a Page 3, em Janeiro de 2015. Previsão: o jornal não dura até 2016. Felizmente, alguém com dois neurônios viu que The Sun sem tits não existe, e eles voltaram a mostrar as inglesas peitudas.

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]

Referências

  1. Para saber mais, veja o artigo Lady GaGa