Robson "Otto" Aguiar

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Robson "Otto" Aguiar
RobsonOttoAguiar.jpg
Robson Otto Aguiar em 2019 ou antes.
Nome realRobson Aguiar
ApelidosOtto
OcupaçãoBlogueiro, Gestor em marketing[1]
Logo do YouTube transparente.png CanalRobson Otto Aguiar
Logo do YouTube transparente.png Nº de inscritos313
ResidênciaVárzea Grande, Mato Grosso
Outros linksBlog Principal, Expressotemdetudo

Robson Aguiar, apelidado de "Otto", é um blogueiro masculinista que foi atrelado ao site Tio Astolfo, como Cauê Felchar, e inimigo de Emerson e Lola Aronovich.

Entre julho e agosto de 2015, o blogueiro publicou séries de entrevistas com Emerson Eduardo Rodrigues em seu blog e seu canal no YouTube.[2] Em uma delas, Emerson afirmou ter sido alvo de fraude e perseguição da quadrilha liderada por Psy. As postagens foram suficientes para que o blogueiro se tornasse uma vítima da quadrilha, que atribuiu a ele uma série de postagens do infame blog do Tio Astolfo (outro blog similar ao do Silvio Koerich). Ele chegou a receber ameaças de morte de muita gente indignada que acreditou que ele realmente fosse o responsável pelas postagens jorges, o que se agravou com reportagem no R7 afirmando que ele foi o verdadeiro autor do blog (razão pela qual ele foi obrigado a acionar a justiça). Seus dados pessoais foram divulgados no blog em que desafiou a polícia, mas depois o blog foi tirado do ar.

Matéria do R7 dizendo que Robson estava por trás do blog Tio Astolfo

Em novembro, três fatos chamaram atenção dos dogoleiros, fãs, haters e curiosos: Emerson passou desferir ataques contra Jair Bolsonaro nas redes sociais sob alegação que ele fosse da falsa direita e passou a defender intervenção militar no Brasil[2] (tal feito indignou os seguidores de Bolsonaro nas redes sociais, que passaram a então questionar os motivos de Emerson fazer isso); fotos tiradas em uma data não especificada que passaram a circular na internet (provavelmente feitas em outubro) mostram Emerson e Marcelo juntos pela primeira vez desde a prisão em 2012 (uma delas mostra Marcelo fazendo a saudação nazista) no Bar do Alemão, localizado em Curitiba (em outra foto, Emerson e Marcelo aparecem juntos com um homem identificado como "Coelho" e também fora do bar sorridentes); as fotos sugerem que Emerson, que teria voltado a ser amigo de Marcelo e Coelho, já teria brigado com eles de novo após a viagem de carro de Curitiba ao Rio de Janeiro, pouco tempo depois das fotos serem tiradas.

Até o surgimento das fotos e os fatos, dogoleiros, fãs, haters e curiosos acreditaram por mais de três anos de que a dupla não se falava desde que foram presos e que por isso se tornaram inimigos mortais, tendo cada um seu advogado de defesa. Alega-se de que Coelho pode ter sido o responsável pela reaproximação da dupla ou que eles simplesmente fingiram que estavam brigados para cair fora da cadeia.

Após as revelações, inimigos e antigos seguidores de ambos aproveitaram esta oportunidade e usaram as fotos deles juntos no Bar Alemão para atacar a dupla e afirmar que a briga entre eles é uma farsa. Nessa época, após ver as fotos deles juntos Otto se sentiu enganado por Emerson e rompeu todos os vínculos com ele. Ao souber do rompimento, Emerson passou atacar Robson, que por vez, passou ser inimigo mortal.[2]

Em janeiro de 2018, Lola Aronovich termina uma amizade de anos, quando soube que sua amiga, Camila Oliveira (AKA Cah Oliveira) mantinha contato com Otto pelas redes sociais[3]. Segundo ela, isso foi uma traição imperdoável. Em 27 de maio de 2017, Lola Aronovich alegou, em seu blog Escreva Lola Escreva, que Robson Aguiar era um integrante do Dogolachan que orgaizava o site e postava contra mulheres, minorias sexuais e em defesa da legalização da pedofilia.[4] Só que tinha um problema: a acusação de que ele fazia parte deste chan era falsa (pois ele também era vítima, assim como ela). A saber da postagem, Robson moveu processo contra Lola no mesmo ano e ganhou em 2018. Para piorar, Lola teve que se deslocar do Ceará para o Mato Grosso só para comparecer à audiência, além de retirar o nome dele na lista do chan no blog[5] e ter que publicar o direito de resposta,[6] que foi tirado do ar em 2019, mas a Nossa Senhora dos Links do Web Archive tem a cópia do link para o desespero da blogueira.[7]

Apesar de nunca ter participado de nenhuma jorgice, ou atentados promovidos pelo Dogolachan, era um usuário ativo. Em suas redes sociais, ele diz que se arrepende de ter frequentado chans, e que estava ficando louco por conta disso. Abandonou este hábito desde 2018.

Salsa