Putaria em preto e branco

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Cindy Crawford nunca tinha tirado fotos pelada, mas em 1998 Herb Ritts a convenceu a tirar fotos artísticas para a Playboy, mostrando alguns pentelhos.

Imagina a seguinte situação: o fotógrafo quer produzir material pra punheta, chama uma modelo famosa, quer que ela tire a roupa, mas a modelo faz cu doce, e diz que não está mais fazendo putaria, seu negócio agora é fotografia artística.

Nesta hora surge a putaria em preto e branco.

Porque o fotógrafo vai inventar uma historinha, dizendo que não é putaria, é arte, [1] e que vai ser tudo feito com bom gosto.[2] Finalmente, para convencer a modelo a mostrar alguma coisa, o cara lança a cartada final, e diz que vai ser fotografia em preto e branco, e que ninguém fapa para foto em preto e branco.[3] E a modelo aceita.

Ou seja:

  1. Propõe tirar foto da modelo pelada
  2. Modelo recusa. Propõe que a foto seja em preto e branco
  3.  ???
  4. PROFIT!

Segundo análises meticulosas e estatisticamente embasadas, [4] 80% da putaria em preto em branco são fotos glamour em que a modelo mostra os peitos, 10% são quasinudes, em 10% ela mostra a buceta e 1% são as outras formas de putaria.[5] [6][7]

Galeria[editar]

Salsa

  1. Como se putaria não fosse uma subcategoria de arte.
  2. Pode ter coisa feita com melhor gosto do que labia?
  3. Como se daltônico fosse como maconheiro, que não é gente.
  4. Ou seja, tirei da bunda.
  5. Não soma 100% porque tem arredondamento.
  6. Mas já que os números são mesmo inventados, podia inventar números que somassem 100%, por exemplo, 79,3% Tits, 9,7% Quasinudes, 9,8% Full Frontal, 1,1% Outros
  7. E aposto que você somou para verificar se dá mesmo 100%, né, seu babaca?