Passeata dos coxinhas

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Pixuleko, o mascote dos coxinhas.

Passeata dos coxinhas, micareta dos derrotados ou, como está na Wikipédia em português, protestos de 15 de março de 2015 no Brasil[1] [2] são passeatas de coxinhas que fizeram uma micareta com os derrotados nas eleições de 2014 para protestar nos dia 15 de março, 12 de abril e 17 de agosto de 2015.

Como tudo que é convocado pelo Facebook, os protestos foram um epic fail.[3]

Nem tanto pelos números, porque uma porra que junta mais de 10.000 pessoas não pode ser chamado de fracasso total, mas pelos objetivos.

Porra, qual é o objetivo desta merda? Derrubar a Dilma? Pedir o impeachment?

O troço é tão sem objetivo que, depois de duas micaretas, apenas uma porra de concreto surgiu: foi a vadia paulista siliconada Juliana Isen, denominada "Musa da Direita", que, depois de mostrar os peitos em 15 de março ganhou um contrato para mostrar a buceta na Revista Sexy. E um mascote só apareceu na terceira micareta.

Pelo menos os fascistas que pedem o golpe militar ainda tem algum objetivo definido. Aliás, seria legal pegar estes defensores do golpe e botar um dia na cadeia, no pau de arara e levando choques elétricos no saco e no cu, para eles poderem curtir a nostalgia dos bons tempos em que o Brasil não era esta zona, governado por corruptos eleitos pelo povo e sim por corruptos formados na AMAN.

Referências

  1. https://pt.wikipedia.org/wiki/Protestos_de_15_de_mar%C3%A7o_de_2015_no_Brasil
  2. Ou seja: tão cagando e andando para os protestos do dia 12 de abril
  3. Tem algo mais ridículo do que organizar um Topless in Rio através de um site tão filho da puta que censura até mulher amamentando?
Ambox plus.png Este artigo precisa de mais pica da musa da Direita
Você pode ajudar a Wikinet adicionando mais pica da musa da Direita.