Oliver Cromwell

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Tomar no cu ninguém quer.
Ah sim! Está um lindo dia para estabelecer a república num país historicamente monárquico. Mas quem poderia fazer isso? Já sei! Eu mesmo! E serei o presidente!

—Oliver Cromwell num dia normal

Oliver Cromwell foi um idiota, imbecil, babaca e líder político inglês que mais tarde viria a se tornar o Lorde Protetor da Inglaterra. Nascido no meio do mato, na puta que pariu, não se sabe nem metade do que aconteceu nos primeiros quarenta anos da vida dele, não como se alguém se importasse, é claro.

Após se converter em 1630, Cromwell se tornou um puritano independente, um homem auto-denominado "Moisés Puritano. Foi eleito ao parlamento em 1628 e em 1640, e participou da guerra civil do chazinho da tarde inglesa. No exército era chamado de "Old Ironsides" (Cu de ferro). Junto com muitos outros, foi um dos signitários da pena de morte de Carlos I e, como membro do parlamento, dominou a comuna inglesa da época.

Em 20 de Abril de 1653, dissolveu o parlamento à força e instituiu uma assembleia de idiotas igual ele que não durou porra nenhuma, (esse tipo de política não me é estranho).

Em 16 de dezembro de 1653, foi convidado para ser Lorde Protetor (forma carinhosa de Ditador filho da puta) da terra do chá, país de gales e o lugar onde macho usa saia. Seu governo foi marcado por uma política agressiva e eficaz que durou até 1658, quando morreu de malária enquanto explorava a floresta amazônica da sua irmã.

Foi sepultado na Avadia Abadia de Westminster porém, em 1660 com a tomada do poder pelos monarquistas (depois que aquele filho bastardo imbecil dele fez muita merda em pouco tempo), teve seu corpo desenterrado, pendurado em correntes (enforcado, porra!) e decapitado, tendo o corpo sido enterrado sob a forca e sua cabeça espetada numa lança e exibida em praça pública. Que lindo final para um líder fodão, não é?

Ver também[editar]