Massacre de Realengo

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Wellington ministro da educação.jpg
Com direito à tirinha!

Massacre de Realengo é a nova forma de dizer "Seja bem-vido à maravalhosa cidade do Rio de Janeiro!". Esta é uma daquelas notícias que é impossível ser brasileiro e não saber delas, porque a televisão aproveita estas tragédias que "chocam o Brasil" para ganhar ibope. O lulz ocorreu em 7 de abril de 2011, porque 7 de abril é o dia do médico legista.

O massacre foi feito porque um cara chamado Wellington, que não tinha nada pra fazer, e por isso decidiu fazer uma controvérsia, porque todo mundo gosta de controvérsias. E então, ele ficou dias se preparando para invadir a escola Tasso da Silveira (a qual ele sofria bullying por ser um babaca), para que depois possa ser reconhecido como o "Super-Herói dos pobres coitados que sofrem bullyings!"

Mas antes de começar a dizer "FDP, tomara que morra!", devemos reconhecer que o Wellington fez foi uma coisa boa! Ele se livrou de 12 crianças da juventude atual, fazendo com que o planeta se torne um lugar melhor, porque o homem está destruindo o planeta! E além disso, ele mostrou para os "covardes cruéis" que devem parar de encherem o saco de seus colegas "fracos, inteligentes e gente boa", porque se não eles irão atacar a sua antiga escola quando crescerem e matarão crianças para se vingarem!

O que aconteceu?

Slideshow simples

Massacre1.jpg
Massacre2.jpg
Massacre3.jpg

Anterior - Próximo

Esta seria a próxima parada de Wellington, se ele não fosse interrompido e obrigado a adiar o suicídio.

Num dia comum, Wellington Menezes de Oliveira, foi para seu antigo colégio para fazer uma visita surpresa (e que surpresa). Como ele estava com armas, ele pensou: "vou atirar em todo mundo!", e então ele entrou na escola fingindo ser um palestrante, que ia fazer uma palestra de como atirar nas cabeças das pessoas.

Ele entrou na sala de aula, sacou seu revólver e antes que pudesse fazer qualquer merda a piazada saiu correndo, exceto pelas garotas e dois viados, que ficaram traumatizadas ao ver aquela arma, porque as garotas e os viados são muito covardes.

Wellington não teve dúvidas, fez elas comerem bala e depois foi indo para o terceiro andar para matar mais gente, só que chegou um policial que foi avisado por um dos alunos (ele demorou para acreditar porque os adultos nunca acreditam nas crianças, achando que era imaginação, mas ele acreditou quando um dos alunos mostrou um de seus ferimentos mostrou a merda que ele cagou nas calças de medo), e então ele foi na escola para dar um jeito.

Wellington pretendia estuprar os corpos mortos das garotas, mas não deu tempo porque o policial o interrompeu e Wellington se tornou um herói.

O Troll

O objetivo do Wellington.

Wellington Menezes, o assassino da molecada, era um maluco esquisito que habitava o subúrbio carioca, muçulmano terrorista (como todos os muçulmanos). Ele tinha vivido uma infância e uma adolescência falha na escola, rua, casa, em todo o lugar, o cara só se fodia. Ele cresceu e virou um adulto mais falho que antes, trabalhando em um emprego qualquer e fapando pra putas quaisquer.

Até que ele descobre as interwebz e sua vida muda radicalmente. Ele passa a frequentar o VT UOL e ter todas as atitudes ridículas e infantis que qualquer moleque do VT tem.

Paralelamente quando ele alimentava seu ódio pelos filhos da puta que o trollavam na escola e na vida ele passou a ter contato com uns suicidas wannabe do oriente médio que vinham com a ideia de se sacrificar pela religião para comer sete virgens no paraíso. Como ele nunca tinha comido ninguém na vida, achou a ideia excelente e comprou umas armas para se vingar dos fedelhinhos que nada tinham a ver com todo o histórico de falha dele.

Mas o Wellington não foi o único troll da história. Ainda teve alguns alunos que deram uma de trolls. É o seguinte: os pais das vítimas que morreram queriam saber de seus filhos, e então chegam para algum colega do filho e perguntam sobre ele, e então o aluno responde: "Ele tá morto, levou um tiro na cabeça".

Repercussão

De onde surgiu todos esses idotas que não tinham nada a ver com o assunto?
MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO MEU FILHO

—Mãe de alguma vítima

Instantes depois dos primeiros tiros de Wellington uma multidão se forma na frente da escola para ver o que aconteceu. Começa toda a repercusão não só na rua como na TV, rádio e internet também. A programação da TV é interrompida em quase todos os canais abertos (e alguns fechados) e começa a grande shitstorm dos repórteres e outros apresentadores de TV.

O Twitter é invadido de mensagens sobre o incidente. No Orkut começam a aparecer as primeiras comunidades e fóruns sem noção sobre o que estava acontecendo.

No Brchan os anões continuam fapando para travestis e no VT a molecada criando tópicos do tipo aeee manolo maluco do rio mata moleques de escola [+FOTOS] [+COCOTAS]. Tá bom que não teve tanta procura assim como na vez que o Michael Jackson morreu, mas fez um leve barulinho nos meios de comunicação pelo Brasil e um pouco no mundo afora.


O LULZ SE ESPALHOU PELO MUNDO!!1!

Repercussão massacre.jpg

Vítimas

Wellington foi burro de levar apenas dois revólveres para o massacre, e por isso só matou 12 alunos, se ele tivesse levado uma metralhadora ou uma granada teria matado mais, ou, se ele pretendia mesmo se matar, poderia ter levado alguns explosivos no corpo e ter detonado com a escola inteira e até com quem estava passando ao lado dela (mas aí já seria lulz demais).

A maioria de suas vítimas foram meninas porque, como já foi dito, ele pretendia comer os corpos depois que acabasse o massacre, mas não pode porque foi interrompido (este link, que diz que ele só matou as meninas bonitas e alguns garotos atrantes por que ele era meio gay, comprova ainda mais esta teoria).

Além disso, o Wellington foi vítima dele mesmo, também.

A carta

Proibição as armas

O governo usou este ocorrido para tentar, de novo, proibir a comercialização das armas, ou seja, as pessoas não podem ter armas mas os bandidos podem, porque eles violam a lei, e "proibido" para eles não quer dizer porra nenhuma.

O fato do "Brasil ter se comovido com isso" influenciou a eles colocarem de novo esta questão em debate, ou seja, vai ser algo como "você quer que seu filho morra? Não né, então seja a favor da proibição das armas :)".

Vídeos


Globo manipulando os vídeos de Wellington.

Último vídeo de Wellington, em 6 de outubro de 2011.

Wellington se vangloriando pelo seu ato lulzy.

Galeria

Ver também

Ligações externas