Marcia Friggi

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Marcia Friggi depois de ser agredida

Marcia Friggi é uma ex-professora brasileira que ficou conhecida nacionalmente em 21 de agosto de 2017, após levar soco no olho direito por aluno de 15 anos, ser linchada virtualmente após descobrir a sua posição política de esquerda e defender agressões contra direitistas.

Após a notícia de sua agressão, a grande mídia fake news fez um grande estardalhaço pelo fato da educação no Brasil ser uma m... (há muito tempo está assim, seus inocentes!) No entanto, na noite de 22 de agosto, começou a receber mensagens de ataques (para os defensores do politicamente correto, "mensagens de ódio") dos que solidarizaram anteriormente, após descobrirem postagens por sua posição política.

Semanas antes dos ataques, ela nunca escondeu suas preferências políticas no Facebook: defende o Partido dos Trabalhadores (em especial os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff) que naufragaram o Brasil na pior recessão econômica em um século; repudiava o então governo de Michel Temer (que foi poupado de ser cassado por três vezes e que manteve alguns aspectos do governo petista); elogiou a jovem que atirou ovo no então deputado federal Jair Bolsonaro (PSD-RJ) e associou o parlamentar ao neonazismo; pedia “ovadas” também no então prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB); defendia figuras questionáveis como Eleonora Menicucci (ex-ministra de Dilma Rousseff que defendia o aborto), Karl Marx (escritor alemão que formulou o comunismo) e Paulo Freire (o patrono do fracasso na educação brasileira).[1][2][3][4]

Por isso, foi criticada duramente como se tivesse merecido a agressão de que foi vítima, pois defendia violência contra quem não dá amém para quem não é esquerdista, considerada como umas das maiores hipocrisias criadas pela esquerda. Por causa da enxurrada de críticas, foi obrigada excluir sua conta no Facebook por um bom tempo e não aparecer ao público até a poeira baixar.

Salsa

  1. Gabriel de Arruda Castro. Professora agredida em sala é hostilizada por opiniões políticas Gazeta do Povo, 22 de agosto de 2017, 11:20
  2. Marco Toledo. Ironia: Professora agredida defendeu violência contra Bolsonaro Exata News, 22 de agosto de 2017, 11hs
  3. PROFESSORA QUE ELOGIOU GAROTA QUE DEU OVADA EM BOLSONARO É AGREDIDA POR ALUNO MENOR DE IDADE EM SALA DE AULA Machadinho Online, 22 de agosto de 2017
  4. Professora agredida por aluno apoiava agressoes a Jair Bolsonaro Boletim da Liberdade, 24 de agosto de 2017

Link[editar]

https://www.facebook.com/marcia.friggi/