He Will Not Divide Us

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa

He Will Not Divide Us (HWNDU) foi um projeto de arte em protesto contra Donald Trump encabeçado pelo ator Shia Labeouf. Na instalação da câmera, ficou comprovado que existem sim os NPCs da política, que apenas repetem o que lhe foi falado, sem questionar ou refletir. Assim, a manifestação pode acabar por ridicularizar a esquerda.

A câmera[editar]

Hewillnotdivideus camera.jpg

Primeiro, instalaram uma câmera com um microfone do lado do Museum of Moving Image, em Nova Iorque, projetado para ficar lá por 4 anos. Tudo que a câmera gravava era transmitido ao vivo.

No começo, apareceram esquerdistas discursando e cantando "He Will Not Divide Us", mas logo a galera do /pol/ descobriu e foi lá avacalhar. Ainda bem.

Primeiro dia[editar]

Logo no primeiro dia um sujeito mostra o celular com a imagem do Pepe e fala "Pepe! Pepe!". Mas logo sai correndo para não ter mais problemas, já que o próprio Shia estava lá.

Segundo dia[editar]

No segundo dia, alguém coloca uma caixinha de som que fica tocando a música Shadilay em loop por 4 horas. Depois, algum gênio percebe que a câmera corta o nome do museu, na direita do vídeo, ficando apenas "Museum of". Aí ele cola umas letras ficando "Museum of Kek". Tira uma foto na frente sai. O gerente do museu aparece, e ironicamente tira uma foto dessa maravilha. Depois descola as letras coladas e vai embora.

Terceiro fucking dia[editar]

Aqui sim ficou louco: um sujeito aparece falando "14 88" na frente da câmera, "praise kek". Shia o confronta, gritando "He Will Not Inside Us" em seu ouvido como um bom NPC.

Quinto dia[editar]

Alguém mandou entregar uma pizza, e um cara que estava lá ficou com ela e foi distribuindo pedaços.

Sexto dia[editar]

O destaque é um troll, que aos 10:38 fala que quer mostrar um desenho que havia feito, dizendo ser de todos que ali estavam. Na verdade, o desenho é de um judeu estereotipado, que os esquerdistas acreditam e comemoram. Lol.

Aos 12:15, ele mostra um Moon Man que havia desenhado, dizendo a lua. Os esquerdistas mais uma vez gostam do desenho.

Aos 15 minutos, ele mostra um desenho do Pepe com cabelo do Trump prestes a golpear o espectador

Aos 16:40, aparece um "cosplayer" do Moon Man.



Nesse dia, Shia foi detido depois de agredir um troll que foi gravar um vídeo com ele e repentinamente disse "Hitler did nothing wrong".

Fim[editar]

Depois de alguns dias, museu resolveu retirar a instalação por causa dos problemas com violência que estavam ocorrendo.

Relocação para Albuquerque[editar]

Recolocaram a câmera em Albuquerque, New Mexico. No entanto, um sujeito apareceu mostrando uma arma e dizendo "Fuck Trump and his supporters".

Depois, alguém pixou a câmera.

No terceiro dia, a transmissão acabou depois que tiros foram ouvidos na área.

Bandeira em Tennesse[editar]

Como não daria para fazer o protesto com câmeras em público, instalaram uma bandeira branca escrito "He Will Not Divide Us" em um lugar não informado. Mas é lógico que o 4chan não iria perdoar.

Com informações do clima, vôos, estrelas, uma notícia de que Shia estava no Tennesse e mais umas coisas, o pessoal do 4chan conseguiu determinar onde a bandeira estava e fizeram um capture the flag: trocaram a bandeira por um boné do Trump. Bom trabalho, pessoal.

Bandeira em Liverpool[editar]

Mas Shia não iria desistir tão cedo. Colocou uma bandeira em Liverpool, na Inglaterra, no topo de um museu, achando que lá não haviam tantos trolls como na América. Estava enganado.

Não demorou muito para que um sujeito mascarado subisse no topo do prédio e aparecesse na frente da câmera. A transmissão foi cortada, e o museu abandonou o projeto.

Hewillnotdivideus liverpool flag guy.jpg


Que imagem amigos, que imagem.

Online[editar]

Fizeram uma "réplica digital" da bandeira, no site HeWillNotDivideUs.xyz. O site ficou fora do ar por algumas horas, pois talvez o 4chan tenha feito ataques de DDoS. Atualmente, o site está funcionando.

Operação White Trash[editar]

Depois, fizeram uma transmissão bem cagada da bandeira esticada, só isso. O pessoal do 4chan até tentou investigar, especulando que estava num museu em Londres. No entanto, no final, não conseguiram determinar onde de fato a bandeira estava.

Relocação na França[editar]

Aí apelaram: instalaram a bandeira em Nantes, na França, no topo da torre do Le Lieu Unique.

E agora? Aí a galera do 4chan tentou atacar a bandeira com um drone, que tinha uma tocha pegando fogo. Não deu certo, já que a bandeira era feita de tecido não-inflamável. Atualmente, a bandeira ainda está lá, e a galera do 4chan nem precisou se mobilizar já que a bandeira foi destruída pelo vento. Até a natureza louva Kek.