Gato

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
GATO AMARELO COM O FOCINHO NA CAMERA OLHA SO QUE FOFO.jpg

Gato é o nome popular do animal chamado cientificamente de Felis catus. São criaturas pequenas, repletas de pelos, com orelhas triangulares e, ah, você sabe o resto.

Foram protagonistas de inúmeros memes na internet. Um deles, o Lolcats, popular lá para 2010, era deles fotografados em diversas situações, aparecendo com textos em inglês propositalmente mal-escritos.

Isso tinha graça. Juro.
Gatos na arte (os dois)

Características[editar]

Gatos são uma obra espetacular divina, criaturas que o ser humano recebeu de presente sem merecer.

O pulo do gato[editar]

Em média, gatos conseguem pular 5 vezes a própria altura, o que dá uns 150 cm. O recordista, um gato do Japão consegue alcançar até 196 cm de altura no pulo.[1]

Audição[editar]

O ser humano ouve até no máximo 20 kHz, já os gatos ouvem até 60 kHz. Como se não bastasse, o animal ainda consegue virar as orelhas em direção ao ruído para escutá-lo (ainda) melhor. Só para mexer as orelhas, os gatos contam com 32 músculos especializados.[2]

Visão[editar]

A pupila dos gatos dilata-se 6 vezes mais que a pupila do ser humano. Além disso, eles ainda têm uma coisa chamada de "tapetum lucidum", uma membrana que reflete a luz que entra nos olhos de forma a reestimular a retina, assim melhorando ainda mais a visão em ambientes com pouca luz. É por isso que seus olhos podem ficar brilhando quando iluminados. A visão dos gatos tem um ângulo de visão de 210 graus, contra os 180 graus do ser humano (um pouco menos que 180 para falar a verdade).

Tato[editar]

Aquilo que você chama de "bigodes" são chamados de "vibrissas" por estudiosos, e não estão lá apenas como enfeite: são órgãos sensoriais bastante sensíveis, usados pelos gatos para sentir desde correntes de ar até se sua presa está viva enquanto ele está a mordendo, durante a caça.

Paladar[editar]

Gatos não sentem o sabor doce. No entanto, não dê alimentos açucarados a eles, seu imbecil. Por mais que eles gostem isso pode causar gases e cólicas no animal. Eles tem uma grande sensibilidade aos sabores salgados, amargos e ácidos, o que faz deles animais bem mais exigentes na hora de se alimentar.

Olfato[editar]

14 vezes mais potente que o do ser humano. Nem precisamos falar mais nada.

Sons[editar]

Miado[editar]

Gatos miam geralmente para chamar a atenção do ser humano, tanto que gatos selvagens mal miam.

Ronrom[editar]

Esse som tem sua utilidade. Gatos o emitem quando estão calmos, em estado de prazer ou satisfação ou então quando estão com angústia, aflição ou dor. Pode ainda ser benéfico na recuperação de ossos quebrados por causa de sua frequência. Fala sério.[3]

Domesticação[editar]

Winston Churchill, nada menos que Winston Churchill se curvando diante de um gato.

O ser humano passou a ser adotado pelo gato quando a humanidade iniciou a agricultura e armazenamento dos cereais colhidos. Isso atraía roedores, e aí começou a domesticação dos gatos para que eles acabassem com esses bichos malditos.

Os egípcios, povo mais lúcido da história, cultuavam os gatos como animais sagrados (o que realmente são). Se alguém fosse pego "traficando" um gato, era punido com a morte. [4] Se alguém matasse um gato, era punido da mesma maneira, e em caso de morte natural de um desses felinos, os donos do animal deveriam usar trajes de luto. Uma pena hoje não ser mais assim.

É visível a importância dos gatos na história da humanidade: quando mataram um monte de gatos durante a Idade Média, um terço da população da Europa morreu.

Salsa