Evidencialismo

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox plus.png Este artigo precisa de mais lulz
Você pode ajudar a Wikinet adicionando mais lulz.

O evidencialismo, também conhecido como culto às evidências, é um movimento científico e religioso, defendido principalmente por neoateus e por positivistas, segundo o qual todas as crenças devem ser justificadas por evidências aprovadas por métodos científicos e pela falseabilidade.

O evidencialismo começou como uma forma de combater narrativas filosóficas que não eram confiáveis, de acordo com Richard FeldmanWikipedia's W.svg e Earl ConeeWikipedia's W.svg. Porém, eles não consideravam que o evidencialismo passaria a ser utilizado como uma forma de religião para combater qualquer forma de idealismo ou de espiritualismo ou mesmo de extramaterialismo, assim como se sensitivismo e de empatismo.

O evidencialismo é considerado como a base do neoateísmo e do neopositivismo atuais, que consideram a pessoa que não apresenta "evidências" como um crente. Porém, mesmo se houver evidências, essas evidências devem ser passíveis de serem provadas por métodos científicos e pela falseabilidade.

Uma das críticas ao evidencialismo é o fato de desconsiderarem certas evidências que não passem pelo método científico e pela falseabilidade, entrando no conceito de pós-evidência, em que as evidências estão sujeitas às emoções humanas e às formas de pensamento humano, podendo algo ser uma evidência para um e não para outro (relativismo e o pragmatismo).

Outra crítica ao evidencialismo está a ideia de que uma crença não precisa ser justificada por evidências, bastando ter explicações convincentes e não-falaciosas ou ser percebida pelos sentidos humanos, levando assim ao princípio da sensibilidade (ou sensitividade).

Links externos[editar]