Esquerdismo

De Wikinet
(Redirecionado de Esquerda)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Como lidar com esquerdistas.

Como o esquerdismo ainda pode ser defendido nos dias de hoje? Eu até entenderia se fosse algo apenas defendido por aqueles sem conhecimento, mas não é o caso. O que mais tem são pessoas que foram criadas com educação de qualidade, criadas com recursos de qualidade defendendo o esquerdismo.

Eu tento entender como a maioria dos professores e estudantes de história são esquerdistas ao extremo. Meu cérebro não pode compreender como alguém que tem como função estudar história pode defender o regime que mais causou problemas ao mundo.

O pior mesmo é ver um calvinista esquerdista. Como alguém que diz valorizar a ciência e acreditar apenas em coisas testadas pelo empirismo científico pode ser esquerdista?

Onde há evidências para o sucesso do esquerdismo?

Esquerdismo só pode ser um distúrbio mental ou algo similar ao autismo. Alguém que informa-se sobre o esquerdismo e ainda defende o esquerdismo não pode ser um indivíduo normal.


Simplesmente porque sua definição de "esquerdismo" não existe. É uma fábula, um ponto de contraste criado por alguém que você admira ou conhece, provavelmente o bukowski do Caralho ou mesmo os chans brasileiros e seus derivados. A maioria dessas pessoas não defendem essa sua visão política e social estereotipada que você conhece, eles defendem uma melhoria na sociedade através de outros meios, não absolutamente melhores ou piores, mas diferentes. Essa visão de que há uma ideologia completamente malvada e que deve ser evitada a qualquer custo é comum e serve a propósitos óbvios, é o mesmo objetivo da demonização do nazismo, por exemplo.

Agora pare de chorar e aceite que você pode estar errado em alguns dos seus dogmas ou continue acreditando que esse "nazismo" esquerdista existe de verdade e viva feliz ignorando a realidade.


>eles defendem uma melhoria na sociedade através de outros meios, não absolutamente melhores ou piores, mas diferentes

É, vamos fazer uma cirurgia de risco extremo em vez de tentar um tratamento mais tradicional.

Que tal você aterrisar, anão? Vá estudar um pouco de história e ver o mal que o esquerdismo já provocou. Não consigo crer que alguém seja ingênuo ao ponto de não conseguir ver por detrás da cortina do bom mocismo da esquerdalha.

Você não passa de um idiota útil.


Como é a esquerda política no Brasil.

>não absolutamente melhores ou piores, mas diferentes

Esse é o problema. Nenhum país teve melhorias após a instalação de um governo de esquerda, seja ele de qual modelo esquerdita for. Você condenou a definição de esquerda e eu até posso entender. Seria um erro dizer que o Brasil é um país comunista, até mesmo socialista por definição, porém, não muda o fato que os aspectos negativos do Brasil são aspectos socialistas. Visão política não é um simples gosto como a preferência por religiões, times de futebol ou algo que não pode de fato ter sua qualidade medida e comparada. Veja quantos países tiveram ascenção devido ao livre mercado. Países como o Chile e Uruguai que por terem uma economia mais livre que a do Brasil, curiosamente possuem uma qualidade de vida superior.

O seu post relativista possui elementos bonitos, o típico politicamente correto que é hoje defendido como nunca mas está incorreto. Se estou errado, por favor, peço que aponte os meus erros claramente. Se estou errado, adoraria de ter ciência sobre tais erros.


O esquerdismo é uma doença, assim como o direitismo.

Todo extremismo é um mal. Não leve alguns anões tão a sério, muitos gostam de empacotaR suas ideias e te rotular com uma das duas embalagens que eles possuem. Procure conciliar ideais de esquerda e direita. É possível.


Essa terminologia toda é meramente usada para "embasar" estigmas (MUH BAD ESKERDISMO/DIREITISMO) e já são há tempos amputados de qualquer compromisso com a realidade. Minha concepção de "esquerdismo" e "direitismo" não são as mesmas do anão acima, e nem do acima dele, nem de um consenso global ou fringe. Isso per se já faz todo o tema inerte o suficiente; Principalmente se tratando de Nazismo, Fascismo, Comunismo, Anarcocapitalismo ou qualquer outra idéia "extremista".

Ideologias de Esquerda

Comunismo

Comunistas gostam de se alimentar do trabalho dos outros.

Inventado por Karl Marx há mais de 100 anos atrás, o comunismo é a forma final do esquerdismo, o arquiinimigo do capitalismo e algumas pessoas dizem que é a razão pela qual a América é a número 1 e por que o resto do mundo é uma merda.

Sob o comunismo, não há necessidade de dinheiro, porque todos os produtos necessários para suportar a vida são livres, que por "livre" significa que é de todos, então todos lutam entre si para conseguirem o máximo que puderem, e a lei do mais forte faz com que você nunca realmente vá conseguir o que você precisa e os bastardos no partido vão tomar banho em seu dinheiro suado pois têm o Exército do lado deles.

É por isso que o comunismo falhou: todo mundo gosta de dinheiro.

Quando os homens das cavernas encontraram o primeiro dólar, eles lutaram até a morte sobre quem iria ficar com ele, apesar da falta de um lugar para gastar (este fato bem conhecido foi usado por teólogos judeus para afirmar que o judaísmo era de fato a primeiro religião do mundo).

Socialismo

Espectro político.

Socialismo é um sistema econômico esquerdista cujos princípios são a Igualdade (todos proporcionalmente fodidos pelo governo), Estatização (se você tiver uma loja e fizer um bom trabalho, perde ela pro governo) e Assistencialismo (quem trabalha bem tem de dar o que tem pra quem não trabalha).

As pessoas que não trabalham têm o direito de serem iguais aos que trabalham, e pra isso são recompensadas pelo que não fazem.

Quanto mais incompetente, menos trabalho se tem, pois mais pessoas terão de te sustentar.

Para ser mais incompetente, basta não fazer nada, e o governo vai considerar que você é um coitado oprimido que precisa de ajuda.

É um sistema injusto e feio, a grande invenção do Oriente.

Fascismo e nazismo

São as versões do socialismo com forte base sindical. São fascistas os governos de Mussolini, na Itália, de Hitler, na Alemanha, e de Lula, no Brasil.

Galeria

Ver também

Corporate anti-capitalism wouldn't matter if it could be differen- tiated from an authentic anti-capitalist movement. Yet, even before its momentum was stalled by the September 11th attacks on the World Trade Center, the so called anti-capitalist movement seemed also to have conceded too much to capitalist realism. Since it was unable to posit a coherent alternative political- economic model to capitalism, the suspicion was that the actual aim was not to replace capitalism but to mitigate its worst excesses; and, since the form of its activities tended to be the staging of protests rather than political organization, there was a sense that the anti-capitalism movement consisted of making a series of hysterical demands which it didn't expect to be met. Protests have formed a kind of carnivalesque background noise to capitalist realism, and the anti-capitalist protests share rather too much with hyper-corporate events like 2005's Live 8, with their exorbitant demands that politicians legislate away poverty.[1]

Salsa

  1. Fisher, Mark. Capitalist Realism: Is There No Alternative? Zero Books, 2010.