Comentário

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox plus.png Este artigo precisa de mais prints de comentários lulz
Você pode ajudar a Wikinet adicionando mais prints de comentários lulz.

Um comentário, de acordo com o significado oficial da palavra, é uma nota, crítica, observação acerca de um texto, evento, ato, situação... Literalmente qualquer coisa. Um comentário pode ser feito por qualquer um a qualquer momento e sobre qualquer coisa, e tal comentário não precisa ser direcionado a ninguém. IRL muitas pessoas soltam comentários em público na triste expectativa de que alguém dê uma foda, mas a verdade é que ninguém se importa. Apesar disso, as pessoas utilizam de comentários alheios para interagirem umas com as outras, o que as obrigam a participarem de conversas sociais, por isso que falhos detestam "ir para o mundo".

Outro comentário é o da profissão, comentários feitos por comentaristas ou narradores,[1] caras que, assim como críticos, são pagos para falar merda. Geralmente estes são comentaristas de esportes e eventos, como o Galvão Bueno. Hoje em dia, é comum comentaristas de eSport também, como Marion Kaplan.

Mas é claro que o comentário mais infame e interessante é aquele feito na Interwebz, que deve e será o foco deste artigo.

Comentários do YouTube[editar]

O YouTube é reconhecido por muitos como o lixão dos comentários da Internet, é onde se encontram os piores comentários já feitos na rede. A seção de comentários do YouTube é radioativa, o que aumenta significativamente as chances de se contrair câncer, então, deve se navegar com muito cuidado.

Apesar disso, é importante notar que depende muito do vídeo e do canal em questão. Apesar do câncer se manifestar em todo o site, existem seções em que predominam comentários mais construtivos e positivos, como em vídeos de horas a fio de músicas relaxantes como jazz, bossa nova, new funk, etc, mas estes não têm graça nenhum.

Além do first,[2] é comum existirem mini memes nas seções de comentário do YouTube, mas tais memes se propagam mais rápido que ebola na África. Exemplos:

2012:
2013:
2014:
2015:
2016:
2017:
2018:
2019: Agora sim é uma boa hora para recomendar X vídeo!

Piada que zoa o algoritmo louco do YouTube que te recomendou Plastic Love pela vigésima vez. Não é uma piada ruim,[3] mas é claro que já foi feita até a morte.

Doutor: você tem apenas <DURAÇÃO DO VÍDEO EM QUESTÃO> de vida
Eu:

Comentário semi-irônico encontrado em vídeos tipo este.

No Brasil, o que foi dito acima também se aplica, mas com muito mais câncer e retardo. Os comentários de vídeos BR é onde o Professor Pasquale tem um ataque cardíaco, é onde comentários já considerados cancerígenos nos outros países como "EU NASCI NA GERAÇÃO ERRADA", "ISSO SIM QUE É MÚSICA DE VERDADE, NÃO ESSAS BOSTA DE FUNK" e "DÁ JÓINHA QUEM ESTÁ OUVINDO EM 2019" são coisas comuns do dia a dia. Existem criadores que utilizam a função "Amei" para filtrar os comentários decentes, o que até ajuda, mas é claro que desta maneira só se vê comentários puxando o saco do "YouTuber".

Comentários do Failbook[editar]

O Facebook, em seu status de rede social, apenas reforça o que já sabemos sobre as pessoas IRL: são todas falsas, pretensiosas e inseguras. Só que é no CaraLivro em que essas pessoas mais deixam claro a veracidade de tal informação.

O tipo de comentário do Facebook depende muito do tipo de postagem, as quais são:

  • Foto pessoal/retrato: em fotos do perfil ou simplesmente selfies alheias em que a pessoa posta uma frase motivacional, é comum ter comentários bajulando a pessoa, e é claro que a quantidade e fonte de tais comentários depende muito da pessoa, se for uma gostosa vai ter um monte de betas babando, enquanto que se for um gordão falho e basement-dweller, no máximo terá comentários da mãe, tia, peguete online que é outro gordão disfarçado, etc.
  • Imagem engraçada: as imagens "engraçadas", que os facebookeiros adoram chamar de memes, contém comentários de risadas (kkkkkkkkkkkkkkkkk) ou marcação os "amigos", que o odeiam pois provavelmente a pessoa marca todo mundo em tudo quanto é postagem.
  • Matéria polêmica: as postagens que induzem as pessoas a engajarem em épicos debates políticos são as mais interessantes, pois é aí que as pessoas começam a "pensar" para digitar. Independente do lado político e do analfabetismo da pessoa, o comentário sempre sairá com um viés sensacionalista que somente comentaristas de Facebook têm.

Toda essa merda vem do fato que, diferente do YouTube, em que você pode ser um fake à vontade, no Facebook as pessoas costumam postar com o seu nome e pica verdadeiros ao lado de cada merda que eles falam, então, por isso predomina a falsidade e a superficialidade das interações.

Ver também[editar]

Referências

  1. São a mesma coisa?
  2. Wow! Você foi o primeiro a comentar em determinado vídeo?! Po cara, parabens ai velho, de boa, muito legal isso.
  3. Mentira, é sim.