Cantora

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa

Cantora é um tipo de puta que, além de vender o corpo, também vende a voz.

É muito comum ouvir velhos dizerem algumas merdas como:

Hoje em dia [1] uma cantora só faz sucesso se for gostosa, mas antigamente uma cantora tinha que ter voz, e a aparência não importava

—Velho gagá sobre cantoras gostosas

Este tipo de ideia faz parte de um sentimento geral, que pode ser definido como nostalgia da Idade de Ouro, que é muito comum entre velhos. Por exemplo, estes velhos costumam se referir aos anos 1950 como Anos Dourados, como se tudo que acontecia naquela época fossem coisas boas, e se esquecem que naquela época, como em qualquer outra época, havia coisas boas, mas também havia muita merda.

Então, para estes velhos, que se acostumaram à época antes da televisão ser usada para passar videoclipes, realmente, você comprava um disco ou uma fita cassete para ouvir a porra da música, e não para apreciar a bunda da cantora enquanto ela rebolava.

O que estes velhos não conseguem perceber é que nunca foi assim. Apenas durante uma breve janela na primeira metade do século XX, quando a tecnologia humana conseguiu uma forma simples e barata de gravar e reproduzir o som, mas não a imagem, é que uma cantora foi valorizada apenas por sua voz.

Nunca antes, em toda história da humanidade, e nunca depois, agora que temos formas simples e baratas de disseminar imagens, uma cantora foi aprecidada por sua voz, a menos que, acompanhando a voz, venha um belo par de peitos, belas coxas, uma bunda deliciosa e, se ela quiser mesmo fazer sucesso, uma bela buceta.

Como já registrava Ateneu de Náucratis, há mais de 8000 anos atrás:

Depois que a gente já tinha dado um foda-se para toda sobriedade, entraram as tocadoras de flauta, as cantoras e as tocadoras de sambuca de Rodes. Para mim elas estavam bem peladinhas, mas alguns disseram que elas estavam usando túnicas.

—Hipóloco, citado por Ateneu de Náucratis, O Banquete dos Eruditos, Livro IV, http://penelope.uchicago.edu/Thayer/E/Roman/Texts/Athenaeus/4A*.html


Referências

  1. Dezembro de 2013